Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Depois da derrota com o Leicester, Cristiano Ronaldo ia direto para o balneário. Solskjaer mandou-o ir agradecer aos adeptos

A derrota do Manchester United por 4-2 em casa do Leicester provocou a ira de Cristiano Ronaldo que, mais uma vez, ficou em branco. No fim, um furioso CR7 dirigia-se para o balneário quando Solskjaer o chamou, pedindo-lhe que se juntasse aos companheiros no agradecimento aos adeptos. Cristiano fez a vontade ao norueguês

Tribuna Expresso

Alex Pantling/Getty

Partilhar

Com mais um jogo sem marcar, Cristiano Ronaldo saiu de Leicester com uma derrota do Manchester United por 4-2. Foi o terceiro jogo seguido na Premier League sem que o português conseguisse faturar. A frustração no rosto do madeirense era visível e pouco surpreendente, mas, como relata o jornal “Daily Express”, o momento mais complicado chegou após o apito do árbitro.

Quando Ronaldo se dirigia a grande velocidade para o balneário, o treinador dos Red Devils, Solskjaer, chamou-o e pediu-lhe que se juntasse aos colegas no agradecimento aos adeptos que se deslocaram ao centro de Inglaterra para apoiar a equipa. Apesar da cara de poucos amigos, o português acabou por aceder ao pedido do seu treinador.

A imprensa inglesa não poupou nas críticas aos dois jogadores portugueses habitualmente com mais preponderância no Manchester United. Tanto Ronaldo como Bruno Fernandes tiveram “atuações tímidas”, longe da influência que ambos costumam exercer sobre o jogo da equipa. De Cristiano disse-se ainda que mostrou “entrega”, mesmo que a exibição tenha sido infeliz.

São três jogos seguidos sem vitórias para o Manchester United. Cada vez mais, Solskjaer tem o lugar a tremer e vai-se aguentando graças à relação com os adeptos, que ainda o veem como o grande goleador que foi. Neste momento, o Manchester United está a quatro pontos do líder da Premier League, o histórico rival Liverpool.