Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Ingleses dizem que o Wolves de Bruno Lage joga mais do que o de Espírito Santo. "É inevitavelmente melhor de se ver"

O antigo jogador do Liverpool e atual comentador da Sky Sports Jamie Carragher não esconde que, apesar de usar a mesma tática, o Wolverhampton de Bruno Lage tem um jogo mais bonito do que o de Nuno Espírito Santo. O início da época foi turbulento mas Lage já leva quatro vitórias nos últimos cinco jogos da Premier League

Tribuna Expresso

Jack Thomas - WWFC

Partilhar

Depois de um início de época tremido, com Bruno Lage a sentir dificuldades de adaptação no regresso ao futebol inglês, o Wolverhampton venceu quatro dos últimos cinco jogos da liga. Quis o destino que, no dia em que o seu antigo treinador, Nuno Espírito Santo, foi despedido pelo Tottenham, o seu sucessor tenha levado o Wolves à vitória frente ao Everton. O 2-1 foi suficiente para ver um Lage a celebrar efusivamente como poucas vezes o vimos fazer, lá como cá.

Jamie Carragher, antigo jogador do Liverpool, agora aos microfones da Sky Sports, analisou a forma de jogar da equipa com mais portugueses da Premier League e concluiu que o futebol do Wolverhampton é “melhor de se ver” com Lage do que era com Nuno Espírito Santo.

Na opinião de Carragher, os comandados de Lage “foram, de longe, melhores do que o Everton nos primeiros 30 minutos de jogo e foi isso que lhes deu a vitória”. O antigo jogador disse ainda: “Tenho ficado impressionado com eles desde o início desta temporada. (…) Este é um Wolves diferente, com outro treinador, também português, com o mesmo sistema tático, mas é (…) inevitavelmente melhor de se ver”.

Com a vitória sobre o Everton, Bruno Lage vê a sua equipa subir ao sétimo lugar da Premier League. O Wolverhampton está a apenas um ponto dos “grandes” Arsenal e Manchester United.