Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Carlo Ancelotti pediu desculpa a Marcelo, Hazard e Asensio por terem aquecido 40 minutos sem entrar: "É um aspeto feio do meu trabalho"

Na conferência de imprensa após o jogo com o Shakhtar Donetsk, com vitória do Real Madrid por 2-1, o treinador confessou-se insatisfeito, compreende os assobios dos adeptos e lamentou que os três jogadores tenham estado tanto tempo a aquecer para acabarem por não entrar: "É normal que se chateiem"

Tribuna Expresso

Quality Sport Images

Partilhar

No rescaldo da vitória por 2-1 frente aos ucranianos do Shakhtar, Carlo Ancelotti mostrou-se insatisfeito com a exibição da equipa perante o seu público. O italiano foi mais longe e referiu o “enfado” dos adeptos como algo normal: “Entendo os assobios porque conheço o ambiente. É um estádio que exige muito. (…) É bom que os adeptos nos despertem com alguns assobios”.

O técnico abordou também a questão de Asensio, Hazard e Marcelo, três jogadores com estatuto no plantel e que foram suplentes não utilizados no encontro da Liga dos Campeões. Ancelotti mandou-os aquecer e fizeram-no como se estivessem na Ucrânia e não em Madrid, durante 40 minutos, não escondendo a frustração por nem sequer irem a jogo. “Chatearem-se é normal, é a forma justa de lidar com esta situação. Percebo bem o que pensa um jogador que não entra depois de aquecer 40 minutos. Pedi desculpa aos jogadores (…) mas este é um aspeto feio do meu trabalho,” disse o treinador.

Ancelotti acabaria por fazer apenas duas substituições durante o jogo. “Substituí os jogadores por motivos físicos, não queria tocar em mais nada,” explicou o técnico. Benzema e Carvajal foram substituídos por Jovic e Nacho, aos 66 e aos 79 minutos, respetivamente.