Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Chuva de elogios para João Cancelo após o hat-trick de assistências na Champions: “Está a jogar incrivelmente bem”

O "The Guardian" desfaz-se em elogios ao internacional português e lembra que não é só em Old Trafford que moram portugueses com poder de decisão. Cancelo fez três assistências decisivas frente aos belgas do Club Brugge, em jogo da Liga dos Campeões, e Guardiola também elogiou o lateral. Na próxima jornada da Premier League há dérbi de Manchester

Tribuna Expresso

Daniel Chesterton/Offside

Partilhar

O jornal inglês “The Guardian” é categórico nos elogios a João Cancelo, um dos três jogadores portugueses do Manchester City, além de Rúben Dias e Bernardo Silva. Do trio, curiosamente todo ele originário da formação do Benfica, o lateral é habitualmente o mais discreto. Também não terá sido a exibição frente ao Club Brugge a revelar um jogador que já tem anos de citizens, mas a sua prestação impressionou jornalistas e não só.

O prestigiado diário inglês lembra que os dois rivais de Manchester têm encontro marcado para o próximo fim de semana, num dérbi que pára a cidade do noroeste de Inglaterra, independentemente do momento de forma de cada uma das equipas. O “The Guardian” lembra que não é só o United de Ronaldo e Bruno Fernandes a contar com portugueses decisivos. “Os feitos de João Cancelo até podem ter sido menos dramáticos do que a intervenção de Cristiano Ronaldo frente à Atalanta, mas o ‘hat-trick’ de assistências pôs o Manchester City no topo do Grupo A,” pode ler-se.

Pep Guardiola também não esqueceu o papel de Cancelo no jogo da Liga dos Campeões e na presente temporada. “Ele está a jogar incrivelmente bem esta época. Está num sítio especial e tem uma capacidade especial de fazer coisas boas,” disse o técnico do City de forma algo enigmática. O catalão falou também de Cristiano Ronaldo: “Eles [Manchester United] têm um dos melhores jogadores da história, um tipo que é uma máquina de marcar golos”.

Frente ao Brugge, Cancelo até esteve perto de inaugurar o marcador. Um minuto mais tarde, assistiu Foden, com o prodígio inglês a marcar o primeiro da noite. A segunda assistência foi menos ortodoxa, numa jogada indecisa entre os pés de Mahrez e Cancelo, mas cumpriu o objetivo e o argelino colocou a bola dentro da baliza. A terceira intervenção decisiva do lateral aconteceu em português, com Gabriel Jesus a marcar.

Dos quatro golos do City no jogo, Cancelo esteve em três.

Pep Guardiola deixou Rúben Dias a descansar. O defesa central viu o jogo a partir do banco. Já Bernardo Silva foi titular e mereceu nota positiva. A noite, no entanto, já era do “outro” português e João Cancelo agradeceu a oportunidade.