Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Cristiano Ronaldo no Barcelona? “Se há momento para cometer essa loucura, é agora”

Derrotado por Joan Laporta nas últimas eleições do Barcelona, Toni Freixa regozija-se com a contratação de Xavi como treinador e pressiona o presidente do clube para tentar contratar Cristiano Ronaldo: “Se há momento para cometer essa loucura, é agora”

Tribuna Expresso

Denis Doyle/Getty

Partilhar

O antigo candidato à presidência do Barcelona esteve num programa da televisão catalã "Betevé" e lançou a bomba: Laporta, o vencedor das eleições, devia aproveitar para contratar Cristiano Ronaldo. “Se há momento para cometer essa loucura é agora”, considerou Freixa.

Ninguém nega que a mera tentativa de levar o português para Camp Nou seria vista como um ato provocatório. Ronaldo passou nove épocas nos rivais do Real Madrid. Ironicamente, a hipotética contratação poderia também ajudar a esquecer a saída de Leo Messi.

O regresso de CR7 a Old Trafford não tem corrido como o desejado. Apesar do protagonismo imediato – e inevitável – que o português ganhou entre os companheiros, ofuscando, de certa forma, o compatriota Bruno Fernandes, que vinha ocupando esse lugar, a nível coletivo as coisas estão difíceis. Ronaldo não contaria que o Manchester United tivesse mudado tanto desde que Sir Alex Ferguson se reformou.

Toni Freixa considera que o momento confuso dos red devils poderia ser visto como uma oportunidade de ouro para contratar um jogador que sempre foi associado ao grande rival e que, mesmo a nível individual, tem mais de uma década de rivalidade com Messi, o “menino” da casa.

Depois do conselho deixado ao presidente do Barcelona, Freixa fez também um elogio. O adepto do clube catalão reconhece que o regresso de Xavi Hernández a Camp Nou, agora como treinador, é uma boa notícia. “Xavi vem com ideias de multar os jogadores. Penso que pretende convencê-los de uma certa ideia, fazer com que joguem e desfrutem do jogo. Com essa dinâmica as regras impõem-se por si mesmas,” afirmou Freixa ao canal Esport3, citado pelo jornal “Record”.