Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Zidane estará “a aquecer a ideia de treinar o Manchester United”, se e quando Solskjaer sair

Depois de, em outubro, ter sido apontado ao novo e recheado Newcastle, Zinedine Zidane é, segundo o escocês "Daily Record", um dos nomes possíveis para suceder a Ole Gunnar Solskjaer. O treinador norueguês tem feito um fantástico número de equilibrismo na corda bamba e Zidane, a quem agrada a possibilidade, pode continuar a "aquecer a ideia de treinar o Manchester United"

Carlos Luís Ramalhão

Soccrates Images

Partilhar

Poucos poderão orgulhar-se de se terem transformado em lendas enquanto jogadores e, mais tarde, como treinadores do mesmo clube. Zidane é um desses privilegiados. Ao que parece, Ole Gunnar Solskjaer não. O norueguês está na história do Manchester United como o goleador que saía do banco para salvar a equipa. Como técnico, Solskjaer tem beneficiado do estatuto de antiga estrela do clube. A paciência tem sido infinita, mas algum dia vai deixar de sê-lo e, à sua frente, o treinador terá a porta de saída.

De acordo com o “Daily Record”, Zidane não descarta a ideia de treinar o Manchester United e reencontrar-se com dois antigos pupilos, Cristiano Ronaldo e Raphael Varane. O momento é delicado. Solskjaer deixou-se humilhar por 5-0, frente ao Liverpool, em casa, e foi perder com os vizinhos do City por 2-0. São resultados que valem pelos números, mas, mais ainda, pelos adversários.

Assim, é de esperar que a bolha rebente nos próximos tempos. Segundo o jornal escocês, Zidane está a “aquecer a ideia” e, caso o convite surja, é bem provável que o francês aceite, pelo menos, negociar. Zinedine Zidane está sem clube desde maio, depois da segunda passagem pelos comandos do Real Madrid. Nas duas vezes em que esteve à frente dos espanhóis, Zidane venceu três Ligas dos Campeões consecutivas, duas edições da La Liga e dois Mundiais de Clubes.

“Quem vier, tem que ter a capacidade de lidar com pessoas. É essa a arte de um treinador fantástico,” defende Rio Ferdinand, também ele uma antiga glória dos red devils. Curiosamente, não é Zidane o favorito do antigo defesa internacional inglês, mas sim Erik ten Hag, atualmente ao serviço do Ajax.

Bruno Fernandes está entre os jogadores que, segundo o jornal escocês, sentem que não estão a ter a orientação necessária por parte de Solskjaer e da sua equipa técnica. Por seu turno, Cristiano Ronaldo já mostrou várias vezes que ficou alarmado com a forma como os padrões do clube decaíram nos últimos 12 anos.

Ronaldo tem salvado a equipa por diversas vezes, mas raramente termina os jogos a sorrir. Após o empate 1-1 frente ao Everton, o português saiu disparado em direção ao balneário. Relevante ou não, CR7 começou o jogo no banco.

Até ver, os dirigentes do Manchester United mantêm-se fechados em copas e não há sinais a indicar a saída de Solskjaer. O “Daily Record” escreve que os homens que mandam no clube estão de tal forma alinhados com o norueguês e com a missão de restaurar os valores do Manchester United que se torna difícil prever o dia do divórcio.