Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Pizzi recomenda Darwin Núñez aos espanhóis: “Poderia encaixar no Atlético de Madrid. É um jogador a ter em conta pelas melhores equipas”

O capitão do Benfica deu uma entrevista aos espanhóis da "Rádio Marca" e não falou apenas do jogo com o Barcelona para a Liga dos Campeões. Pizzi avaliou o Atlético de Madrid, onde jogou, e falou do jovem colega de equipa Darwin Núñez, prevendo-lhe um futuro grandioso

Tribuna Expresso

DeFodi Images

Partilhar

Apesar de o tema principal da entrevista ser o Barcelona-Benfica, o capitão encarnado acabou por servir de promotor de Darwin Núñez, companheiro de equipa que marcou dois dos três golos do Benfica aos catalães, no Estádio da Luz.

“Uma das equipas em que [Darwin] poderia encaixar é o Atlético de Madrid,” sugeriu Pizzi, fazendo uma análise do promissor uruguaio: “É muito jovem, tem muita qualidade e é muito rápido. Deve ser tido em conta pelas melhores equipas do mundo. Por agora tem de estar concentrado no Benfica”.

Pizzi mostrou um otimismo moderado em relação ao jogo desta terça-feira, em Camp Nou: “Queremos ganhar [ao Barcelona] porque isso deixar-nos-ia numa posição muito boa no grupo. Mas como poderia eu dizer que um empate em Camp Nou seria um mau resultado? Vamos apostar no contra-ataque para ferir o adversário e vamos tentar ganhar, esse é o nosso grande objetivo”.

Apesar da ambição comedida, Pizzi sabe que o Barcelona desta época não é o tubarão imparável que nos habituámos a ver. “Atualmente, é uma equipa diferente, não tem tantas referências como antes. Tem um novo treinador, com ideias novas, mas fiel ao estilo do clube,” afirmou o jogador do Benfica.

Pizzi tem uma ligação histórica à La Liga. O português jogou dois anos no Atlético de Madrid, antes de se mudar para a Luz. À "Rádio Marca", Pizzi disse ainda que o seu antigo clube está bem entregue, uma vez que “Simeone é um dos melhores treinadores do mundo”.