Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Não se pode apagar a história mas pode apagar-se o mural de Solskjaer em Old Trafford

Dias depois de despedir o norueguês Ole Gunnar Solskjaer, lenda do clube enquanto futebolista, o Manchester United mandou retirar um mural gigante dedicado ao ex-treinador do exterior do Estádio de Old Trafford. Paulo Fonseca estará na lista de cinco possíveis sucessores interinos

Tribuna Expresso

Charlie Crowhurst

Partilhar

O Manchester United fez questão de assinalar o início de uma nova era com uma atitude radical. O estatuto de lenda do clube pode ter atrasado o seu despedimento, mas não salvou o mural de Solskjaer que, até quarta-feira passada, estava bem visível no exterior de Old Trafford. Segundo o “Daily Mail”, foram vistos três operários a remover o tributo ao norueguês.

Isto acontece numa altura em que poderá estar prestes a ser anunciado o sucessor de Ole Gunnar, embora o mais provável seja que o próximo técnico dos ingleses seja ainda uma solução temporária. Michael Carrick, ex-adjunto de Solskjaer e também ele ex-jogador do clube, conduziu a equipa à vitória na Liga dos Campeões, frente ao Villarreal mas isso pode não ser suficiente para a sua continuidade até ao fim da época.

O favorito, enquanto treinador efetivo, continua a ser Mauricio Pochettino, mas o atual técnico do PSG dificilmente deixará a equipa francesa antes do final da época. Curiosamente, o argentino esteve em Manchester na quarta-feira, mas no estádio dos grandes rivais dos red devils. Após a derrota do PSG com o City por 2-1, alguns jornalistas tentaram questionar Pochettino sobre uma eventual ida para Old Trafford, mas o técnico fechou-se em copas.

Segundo o “Daily Mail”, o Manchester United conseguiu reduzir a lista de potenciais interinos para cinco. Entre eles, estará Ernesto Valverde, antigo treinador do Barcelona, mas também o português Paulo Fonseca, antecessor de Mourinho na Roma.