Tribuna Expresso

Perfil

Ronaldo

Cristiano reage: “Nego terminantemente. Considero a violação um crime abjecto, contrário a tudo aquilo que sou e em que acredito”

O internacional português reagiu, através do Twitter, à reabertura da investigação à alegada violação sexual de que Cristiano Ronaldo é acusado por Kathryn Mayorga, uma mulher norte-americana. “Não vou alimentar o espectáculo mediático montado por quem se quer promover à minha custa”, disse o jogador da Juventus. Na segunda-feira, também numa rede social, Ronaldo já tinha classificado o caso como “ fake news”

Tribuna Expresso

Daniele Badolato - Juventus FC

Partilhar

Cristiano Ronaldo reagiu, esta quarta-feira, à queixa de violação sexual feita, em 2009, por uma mulher norte-americana, trazida de novo a público por uma investigação publicada, esta semana, pelo "Der Spiegel". Através do Twitter, o internacional português escreveu que nega "terminantemente as acusações" de que é alvo, acrescentando que considera "a violação um crime abjeto, contrário a tudo aquilo" em que acredita.

O caso aconteceu no verão de 2009, quando o português se encontrava de férias em Las Vegas, nos EUA. Ronaldo terá conhecido Kathryn Mayorg na festa de um hotel e ambos ter-se-ão envolvido, sexualmente, nessa noite, como se lê nos documentos da queixa que a mulher apresentou, mais tarde, na polícia, aos quais o jornal alemão teve acesso.

Na altura, as duas partes chegaram a um entendimento para as acusações serem retiradas. Além de um acordo de confidencialidade, Cristiano aceitou pagar 375 mil dólares a Kathryn Mayorg para desistir da queixa.