Tribuna Expresso

Perfil

Ronaldo

Cristiano Ronaldo tem um ror de recordes na Liga dos Campeões, mas faltam-lhe uns quantos. Eles estão aqui

Ninguém tem tantas Ligas dos Campeões (no atual formato) quanto ele, ninguém marcou mais que ele na prova e ninguém antes dele foi capaz de marcar nos seis jogos da fase de grupos. Mas ainda há feitos para agarrar. Um deles até poderá ser este ano: Cristiano está perto de igualar Clarence Seedorf, o único que venceu a Champions por três clubes diferentes

Tribuna Expresso

Tullio M. Puglia/Getty

Partilhar

Podemos discutir quem é o melhor do Mundo, porque há quem goste mais de um estilo do que de outro. Mas parece inegável que, quando o assunto é Champions, há um puto amo e esse puto amo chama-se Cristiano Ronaldo dos Santos Aveiro.

O “Rei” Ronaldo, “marciano” Ronaldo, como lhe quiserem chamar, é dono de boa parte dos recordes da maior competição de clubes do planeta. Antes de tudo, é o jogador com mais Ligas dos Campeões, se contarmos apenas com o atual formato da prova e não com a antiga Taça dos Campeões Europeus. São cinco: uma no Manchester United (2007/08 e quatro no Real Madrid (2013/14, 2015/16, 2016/17 e 2017/18).

Golos? É o melhor marcador de sempre da prova. Leva 124 golos, mais do que 118 das 140 equipas que já participaram na Liga dos Campeões. Só na fase a eliminar são 63. Messi é o 2.º da lista, com 40 golos. Ou seja, é mais de metade do total - e aqui se vê como Cristiano é decisivo. Foi também o jogador que mais golos marcou numa só edição da Champions: 17 (em 2013/14) e o único a marcar nos seis jogos da fase de grupos (em 2017/18).

No épico jogo de terça-feira em Turim, o português igualou ainda Lionel Messi na lista dos hat-tricks: têm agora oito cada um.

Mas Cristiano é o único a ter marcado em vitórias em finais por dois clubes diferentes. Pelo Manchester United, em 2008, e pelo Real Madrid, em 2014 e 2017.

Mas faltam-lhe ainda vários recordes. Ainda assim quase eles alcançáveis.

O que falta a Ronaldo?

Para começar, o número de jogos. À frente dos 160 de Cristiano Ronaldo, só mesmo os 175 de Iker Casillas (and counting).

Cristiano tem 4 golos em finais de Champions (1 em 2008, 1 em 2014 e 2 em 2017). Faltam ainda 3 para igualar Alfredo Di Stéfano e Ferenc Puskás, que têm 7 golos em finais.

Ronaldo com a sua primeira Champions, em 2008

Ronaldo com a sua primeira Champions, em 2008

ullstein bild/Getty

É de Di Stefano também o recorde de golos em mais finais. A glória do Real Madrid marcou em cinco finais (1956, 1957, 1958, 1959 e 1960). Ronaldo terá de marcar em mais três finais para o ultrapassar.

Épico (mas não impossível, porque já sabemos como é Ronaldo) seria igualar o feito de Puskás, que em 1960 marcou quatro golos na final da então Taça dos Campeões Europeus, frente ao Eintracht Frankfurt.

Já este ano, Cristiano poderá chegar ao feito de Clarence Seedorf, o único que venceu Ligas dos Campeões por três clubes diferentes (Ajax 1995, Real Madrid 1998, Milan 2003 e 2007).

Caso se mantenha saudável, o capitão da Seleção Nacional poderá também ir em busca de recordes que estão nas mãos de Paolo Maldini e Francesco Totti. O defesa do Milan foi o mais velho a marcar numa final de Champions (em 2005, com 36 anos e 333 dias). Já o mítico médio da Roma é o mais velho de sempre a marcar na prova, em 2014, na altura com 38 anos e 59 dias.

Cristiano Ronaldo marcou golos em 14 edições de Champions, tal como Messi. Mas os dois ainda estão atrás de Ryan Giggs, que marcou em 16 Ligas dos Campeões.