Tribuna Expresso

Perfil

Ronaldo

“O Ronaldo foi expulso e ofereceu a cada um de nós um iMac. Mas tivemos de esperar dois meses, porque ele dizia que não tinha feito nada”

A história é contada por Szczesny, guarda-redes da Juventus

Tribuna Expresso

JOSE JORDAN

Partilhar

Wojciech Szczesny é um nome complicado, pois percorre várias consoantes do alfabeto, mas o que ele teve para contar ao Foot Truck, canal Youtube, é bastante simples. E é assim:

Contou o guarda-redes da Juventus que nos tempos de Massimo Allegri, o treinador que precedeu Sarri no clube de Turim, havia uma regra de ouro. "Se fôssemos expulsos, teríamos de pagar uma multa aos colegas de equipa".

Daí que tenham recebido, todos, um portátil iMac, da Apple, oferta de Cristiano Ronaldo por ter visto o cartão vermelho num jogo da Liga dos Campeões, diante do Valencia. "Só que tivemos de esperar dois meses para o receber, porque o Cristiano Ronaldo continuava a dizer que não tinha feito nada".

Recordando, o lance, que foi caricato. Por volta do minuto 27 e alguns segundos, Murillo e Cristiano Ronaldo embrulham-se numa confusão e são imediatamente rodeados pelos respetivos colegas, na grande área do Valencia. O árbitro Felix Brych, advogado de profissão, é aconselhado pelo auxiliar também alemão Marco Fritz, que é bancário, perguntando-lhe o que tinha sucedido - e este diz-lhe que é para cartão vermelho.

Depois, nas imagens, vê-se Ronaldo a passar a mão pela cabeça de Murillo e este a reagir prontamente ao ato do português que acabaria expulso pela primeira vez em jogos da Liga dos Campeões. CR7 chorou, gritou "não fiz nada", mas o mal estava feito.

Ah, a Juve venceu por 2-0.