Tribuna Expresso

Perfil

Ronaldo

Depois do isolamento, Ronaldo ainda vai a tempo de participar no duelo com o Barcelona de Messi

Norma italiana, tal como a norma portuguesa, atualizada esta quarta-feira, reduz o isolamento de infetados com o novo coronavírus que estejam assintomáticos de 14 para dez dias. Cristiano Ronaldo poderá assim voltar aos relvados no dia 22 e, no dia 28, defrontar o Barcelona, caso teste negativo

Tribuna Expresso

MÁRIO CRUZ

Partilhar

Cristiano Ronaldo, que na terça-feira soube estar infetado pelo coronavírus, poderá voltar aos relvados pela Juventus, frente ao Verona, a 25 de outubro, e depois defrontar, também em Turim, o Barcelona de Messi, em jogo da Liga dos Campeões, no dia 28. Isto é, se continuar sem sintomas da infeção, fica livre de restrições no próximo dia 22, data em que cumpre dez dias após o primeiro resultado positivo para a covid-19, e depois poderá jogar caso teste negativo.

Os 14 dias até agora em vigor pelas normas da Direção-Geral da Saúde foram reduzidos para 10 a partir desta quarta-feira. Em Itália, a norma é semelhante.

No país onde joga Ronaldo, os assintomáticos voltam à vida normal após 10 dias de isolamento seguidos de teste negativo. No caso das pessoas que apresentam sintomas de covid-19, podem fazê-lo após 10 dias de isolamento, teste negativo e mais três dias sem sintomas.

Em Portugal, no caso dos doentes com sintomas, a regra aplica-se quando apresentam sinais de melhoria sustentada, como a ausência de febre há três dias consecutivos. Neste caso, os dez dias são contabilizados a partir do primeiro dia sintomático.

Em ambos os casos, a alta é dada sem necessidade de um teste de diagnóstico.