Tribuna Expresso

Perfil

Ronaldo

Ronaldo responde às críticas: "Para o senhor italiano, cujo nome eu não vou dizer, é mentira, cumpri todos os protocolos"

O capitão da seleção portuguesa diz que se sente bem, apesar de ter covid-19, e assegura que não infringiu quaisquer protocolos em Itália, contrariando o que disse o ministro italiano do Desporto, Vincenzo Spadafora

lusa

MÁRIO CRUZ

Partilhar

O futebolista português Cristiano Ronaldo assegurou hoje não ter infringido nenhum protocolo e que teve o cuidado de fazer “as coisas bem, com autorizações”, salientando que se sente bem e assintomático, apesar do teste positivo ao novo coronavírus.

Num direto que fez nas suas redes sociais, Ronaldo sublinhou que não infringiu qualquer lei. “Isso é tudo mentira, fiz as coisas todas bem. Falei com a minha equipa, tivemos o cuidado de fazermos as coisas bem. Principalmente, para o senhor italiano, cujo nome eu não vou dizer, é mentira, cumpri todos os protocolos", disse o jogador da Juventus.

Na quinta-feira, o ministro italiano do Desporto, Vincenzo Spadafora, admitiu que português pudesse ter violado o protocolo de covid-19, ao viajar para Portugal, para representar a seleção, e regressar a Itália, após a deteção da infeção.

"Sim, eu acho que sim, se as autorizações específicas não foram dadas pelas autoridades de saúde", referiu Spadafora, à Radio Uno, dizendo que o avançado luso poderá ter violado o protocolo também quando viajou para Portugal, numa altura em que Juventus estava em isolamento preventivo.

Ronaldo garantiu ainda que se sente bem e sem sintomas, apesar de estar infetado com o novo coronavírus, permanecendo em isolamento na sua residência em Turim, em Itália.

“Eu estou bem, não tenho sintomas nenhuns. Sinto-me forte, bem anímica e fisicamente. Apanhei o vírus, pelo menos foi o que disse o teste, mas não sinto nada. Espero voltar em breve a treinar, jogar e aproveitar a vida. Agora tenho de estar em casa, de quarentena”, lamentou.

Ronaldo, que deixou palavras de agradecimento a todos pela preocupação demonstrada, explicou que está em isolamento na sua residência, enquanto a sua família está em outro andar da habitação, sem contacto.

O avançado da Juventus testou positivo ao novo coronavírus quando estava ao serviço da seleção portuguesa, e voltou a Turim na quarta-feira, num avião-ambulância privado, estando afastado dos próximos jogos da equipa italiana.