Tribuna Expresso

Perfil

Portugal

Fernando Santos: "A Croácia tentou adormecer um pouco o jogo, nunca nos incomodou na segunda parte"

O selecionador nacional lamentou a falta de tempo para treinar e melhorar o entrosamento entre os jogadores, que virá apenas com a competição, defendendo, também, que foi "um jogo equilibrado" contra uma "equipa poderosa"

Tribuna Expresso

Partilhar

A análise ao encontro, pelo selecionador

"Foi uma exibição bem conseguida, dentro do que esperava. Com alguns erros, o que é perfeitamente normal, porque não existe um grande entrosamento entre os jogadores. Como já disse, o entrosamento tem de vir com o tempo de competição, porque não temos muito tempo para trabalhar.

Acho que Portugal entrou muito bem no jogo, com 15, 20 minutos muito bons. Depois, o golo da Croácia criou-nos problemas, marcou contra a corrente do jogo e a nossa equipa sentiu muito esse golo, demorou a reagir.

Durante cerca de 10 minutos, na realidade, não estivemos tão bem, mas depois voltámos a melhorar e ficámos por cima do jogo. Empatámos e era justo que Portugal acabasse a primeira parte a vencer. Na segunda parte, controlámos sempre o jogo, a Croácia tentou adormecer um pouco o jogo, nunca nos incomodou, mas não fomos tão fluídos como na primeira parte.

Foi um jogo equilibrado, também contra uma equipa poderosa. Nestes 10 minutos finais voltámos a criar algumas situações, até com uma bola ao poste."

Os jogadores que não foram convocados

"Não está a dificultar missão de ninguém, não se pode pôr nesses termos. Há jogadores que estão aqui e que na próxima podem não ser chamados, bem como o contrário. Como já disse, não há excluídos e todos são importantes."

O próximo jogo, já a valer, contra a Itália

"Não vamos fazer tantas alterações. O jogo com a Itália é muito importante para nós, mas vamos promover algumas, vamos ver."