Tribuna Expresso

Perfil

Portugal

O “english está fraco”, mas Rui Patrício disse umas coisas em português: “É fantástico podermos jogar uma final no nosso país”

Depois da vitória de Portugal frente à Suíça (3-1), Rui Patrício já só pensa em jogar - e ganhar - a final da Liga das Nações

Mariana Cabral

Robbie Jay Barratt - AMA

Partilhar

Rui Patrício não é homem de muitas palavras, mas o caso ainda é mais bicudo quando essas palavras lhe são pedidas em inglês. "No, no, o english está fraco", desculpa-se o guarda-redes do Wolverhampton, com um sorriso, perante os jornalistas ingleses, na zona mista do Dragão, após o Portugal-Suíça.

Em português, o guardião só não quis falar daquele momento em que quase defendia o penálti do suíço Ricardo Rodríguez, jogador do AC Milan - é que, antes, ouviu um conselho especial de Ronaldo, mas não quis revelar qual foi. "O que falamos lá dentro, fica dentro", repetiu, acrescentando que os jogadores "só têm de respeitar o videoárbitro, que existe para clarificar as coisas".

Sobre a final de domingo, Patrício já se alongou, num tom mais confiante: "É para isto que lutamos e trabalhamos todos os dias. Para, no final, junto dos portugueses, festejarmos. É muito bom podermos jogar uma final no nosso país, é fantástico", afirmou.

"Vai ser um jogo difícil, com certeza, com uma grande seleção, não sei qual ainda. Seja qual for, será muito difícil, mas o nosso objetivo é ganhar a Liga das Nações. É para isso que estamos aqui", concluiu.