Tribuna Expresso

Perfil

Portugal

As surpresas de Fernando Santos numa convocatória "atípica"

Portugal regressa à competição, quase um ano depois, e Fernando Santos reservou duas surpresas - Rui Silva e Trincão - na convocatória para os jogos contra Croácia e Suécia, da nova edição da Liga das Nações, em que a seleção vai defender o troféu que detém

Mariana Cabral

FPF/Diogo Pinto

Partilhar

A certa altura da conferência de imprensa que decorreu esta tarde na Cidade do Futebol, Fernando Santos, eterno realista, disse assim: "O nosso normal é não ter trabalho de campo". O selecionador está habituado, obviamente, a não ter os jogadores portugueses com ele de forma regular, mas até para quem já sabe que só vai conviver com os seus escolhidos de tempos a tempos, esta foi uma uma paragem muitíssimo longa: Portugal não joga desde novembro, altura em que derrotou o Luxemburgo, por 2-0, encerrando a qualificação para o Campeonato da Europa que entretanto passou para 2021, ao invés de 2020, devido à pandemia de covid-19.

Dentro desta situação "atípica", o selecionador teve de concretizar uma convocatória que, desta vez, foi ainda mais difícil do que o habitual. "Se tens quatro jogadores com a mesma qualidade, depois há outros dados, como o tempo de jogo e estado de forma, mas neste caso é mais difícil. O que fizemos foi, não tendo tempo para treinar e não conhecendo a forma física, optar, em 95%, por jogadores que estão há mais tempo connosco e que melhor conhecem o nosso plano de jogo", explicou Fernando Santos.

As exceções aos 95%, em forma de surpresas, foram duas: Rui Silva, guarda-redes do Granada, e Trincão, ex-Sporting de Braga, agora no Barcelona. "A qualidade já conhecemos. Mas queremos conhecê-los melhor, ver o entrosamento na equipa", justificou o selecionador, acrescentando também que o regresso de Anthony Lopes às convocatórias foi natural, depois de um período em que o guarda-redes do Lyon esteve afastado "por problemas familiares".

Já Cristiano Ronaldo, ao contrário do que aconteceu na edição passada da Liga das Nações, em que só participou na fase final, está convocado, apesar de ainda estar de férias, o que motivou um gracejo de Fernando Santos: "Tenho visto as fotografias e parece-me ótimo. Está sempre motivado por vir a seleção".

Croácia e Suécia, os adversários que se conhecem mas que não podem ser analisados - e uma lição da Champions

Se Portugal não tem jogado, o mesmo acontece com os próximos adversários da seleção do grupo 3 da Liga das Nações - Croácia, 5 de setembro, às 19h45, no Estádio do Dragão; Suécia, 8 de setembro, às 19h45, em Solna -, o que não permitiu uma análise atual. "Os jogos que temos visto são de há 10 meses", admitiu o selecionador.

Assim sendo, questionou a Tribuna Expresso (as perguntas foram realizadas previamente através de uma aplicação móvel), como vai Fernando Santos preparar o primeiro jogo? "O plano de jogo é o nosso, independentemente de ser a Croácia ou a Suécia ou outro adversário qualquer, o nosso plano não vai ser modificado", começou por responder o selecionador, que nunca deixa a observação do adversário por mãos alheias.

"O que sempre fazemos, obviamente, é tentar perceber as mais-valias e as dificuldades dos adversários. Ninguém joga sozinho, não é? A falta de respeito pelo adversário muitas vezes leva à derrota. Ainda agora vimos, nesta Liga dos Campeões, que se calhar a falta de atenção a detalhes criou algumas situações que ninguém esperava. Evitar chatices é conhecer os adversários. Não tendo oportunidade de os ver, o que faço é ver os jogos do apuramento. Mas já conhecemos muito bem a Croácia. Vamos manter o padrão e depois ter em atenção alguns detalhes da Croácia e da Suécia".

O objetivo, esse, é claríssimo e não precisa de qualquer análise: ganhar. "O objetivo é ganhar, nós entramos sempre para ganhar", assegurou o selecionador. "Sempre nos assumimos como candidatos, mesmo quando ninguém acreditava que éramos. Favoritos é que não".

Mas também haverá um outro propósito para os próximos jogos: "Também tenho de aproveitar a Liga das Nações para começar a pensar no Euro, que será em 2021. Foi muito tempo sem nos encontrarmos e sem estarmos juntos. A convocatória para o Euro será muito baseada nestes próximos jogos que tivermos."

Convocatória

Guarda-redes
Anthony Lopes, Rui Patrício, Rui Silva

Defesas
João Cancelo, Domingos Duarte, Nélson Semedo, José Fonte, Pepe, Rúben Dias, Mário Rui, Guerreiro

Médios
Danilo, Rúben Neves, André Gomes, Bruno Fernandes, João Moutinho, Renato Sanches, Sérgio Oliveira

Avançados
André Silva, Bernardo Silva, Cristiano Ronaldo, Diogo Jota, Gonçalo Guedes, João Félix, Trincão

  • Veja a convocatória de Fernando Santos em direto

    Portugal

    Quase um ano depois, a seleção portuguesa está de volta, para defrontar, para a Liga das Nações, a Croácia, a 5 de setembro (19h45, no Estádio do Dragão) e a Suécia, a 8 de setembro (19h45, em Solna). Veja a convocatória de Fernando Santos em direto, a partir das 12h30

  • A seleção está de volta

    Portugal

    Fernando Santos anuncia esta segunda-feira, às 12h30, os convocados para os primeiros jogos de Portugal na próxima Liga das Nações, em setembro