Tribuna Expresso

Perfil

Portugal

Fernando Santos: "Tenho algumas dúvidas que Cristiano Ronaldo esteja a 100% amanhã"

Selecionador nacional explicou problema de Cristiano Ronaldo, que se encontra a debelar uma infeção no pé e está em dúvida para o jogo de estreia na Liga das Nações, frente à Croácia

Tribuna Expresso

JOSE COELHO/EPA

Partilhar

Jogar sem público

"A ausência dos adeptos e das pessoas em todos os espectáculos afecta sempre, sabemos que não é igual. Uma coisa é a emotividade do público, principalmente para as que jogam em casa - por isso é que se diz que há um 12.º jogador. Principalmente quando as equipas estão mal quem arrasta a equipa é o público. Não contamos com isso e mentalmente não vale a pena estarmos a pegar num aspecto que não existe. Temos de nos focar naquilo que fazemos bem: uma vez campeã da Europa e outra na Liga das Nações nos últimos anos, 3.º lugar na Taça das Confederações. Esta equipa tem um espírito ambicioso, mesmo com todas as limitações"

Condições diferentes

"É uma situação diferente mesmo comparando quando chegamos a uma fase final de uma competição, em que os jogadores vêm uns mais cansados, outros menos. Agora é pior: há jogadores que regressaram directamente de férias, alguns nem pré-época estavam a fazer. Não vale a pena arranjarmos desculpas, mas não podemos estar à espera nesta primeira fase, e ainda ontem vimos isso nos jogos que se realizaram, que as coisas sejam tão boas quanto desejamos. Mas queremos ganhar, os jogadores têm um espírito fantástico, os jogadores gostam de cá estar, estar uns com os outros. Acredito que perante uma grande Croácia vamos conseguir a vitória"

Gestão física

"Neste momento nenhuma seleção tem os jogadores no máximo de forma, principalmente no aspeto físico, porque a qualidade individual não se perde. Mas no aspeto físico vamos ter de gerir bem estes dois jogos. Não se tomam decisões antes, temos de ver como o jogo corre, como é que os jogadores se sentem e só aí então avaliar. Foi importante manterem as 5 substituições"

Cristiano Ronaldo

"Tenho algumas dúvidas que esteja. Vou explicar o que aconteceu: o Cristiano treinou muito bem na segunda e terça-feira e depois na quarta-feira apareceu com alguma dor no pé. Entendemos que deveria fazer ginásio. Depois de almoço percebemos o que era: um dos dedos do pé começou a ficar encarnado e o pé também. Percebemos que não era uma lesão mas um infeção que ele tinha apanhado ali no pé. Foi logo atacado com antibióticos, consultámos um dermatologista. Ele está melhor hoje mas tenho dúvidas que amanhã esteja a 100%. De qualquer maneira a evolução tem sido muito boa. Vamos ver, mas tenho algumas dúvidas"

Últimos jogos com a Croácia

"Há quatro anos para mim foi um dos melhores jogos do Euro 2016, um jogo enorme em termos de qualidade estratégica e individual. Quem vencesse aquele jogo tinha uma enorme probabilidade de acabar como campeão, a Croácia tinha feito uma grande fase de grupos. Mas já foi há quatro anos. Não podemos pensar nesse jogo nem no particular que tivemos. São jogadores diferentes. Mas conhecemos bem o perfil, tal como o seleccionador da Croácia conhece o nosso perfil. Não acho que vá ser muito diferente do perfil que vi na fase de qualificação para o Campeonato da Europa. É uma equipa poderosa, com jogadores de enorme qualidade"

Ausências de vulto

"O Rakitic só fez um jogo na fase de qualificação. A maior parte das vezes jogou Kovacic, Modric e Brozovic e o Vlasic. Se interfere as ausências? Claro, são jogadores de enorme qualidade e por isso é que jogam nas melhores equipas do mundo, Modric foi Bola de Ouro, mas o que marca o futebol é o conjunto. Depois os artistas dão o toque. A Croácia e Portugal estão preparados para jogar sem as estrelas. Agora, grandes jogadores fazem sempre falta ao espectáculo"