Tribuna Expresso

Perfil

Portugal

Fernando Santos: "Foram muitos jogos em poucos dias e incidências que não nos permitiram treinar normalmente"

As declarações de Fernando Santos, após a vitória de Portugal sobre a Suécia (3-0), na flash interview da Sport TV

Tribuna Expresso

Christian Liewig - Corbis

Partilhar

A vitória

"Portugal vence bem perante um adversário complicado, com um futebol distinto. É uma equipa muito forte, também fisicamente. Lutam muito, tentam chegar primeiro. São agressivos, com futebol direto e esticam muito o jogo. Muitas vezes tiveram quatro avançados e dois médios a chegar. Contra uma equipa que quer ter bola torna-se difícil. Estivemos muito bem organizados e ofensivamente com velocidade e criatividade. A partir dos 25 minutos tivemos algumas dificuldades, a não ganhar segundas bolas. Muito mérito da Suécia, fomos perdendo capacidade de condução e de os obrigar a ficar atrás. Na segunda parte o jogo foi-se abaixo, o que é normal. Portugal a querer ter bola, mas o nível físico começou a baixar. Foram muitos jogos em poucos dias e incidências que não nos permitiram treinar normalmente".

Ausência de Cristiano Ronaldo

"Portugal já o tinha feito várias vezes. Sem ele não somos melhores. Mas a equipa tem capacidade, qualidade e estratégia para jogar contra qualquer adversário".

Jogo com França, a 14 de novembro

"A luta é a dois. O próximo jogo é uma final, mas pode ficar tudo em aberto. Vai ser um grande jogo. Espero que nessa altura a equipa esteja bem".

O Mundial

"Portugal apresentou-se como candidato no Euro e venceu. Na Liga das Nações também. No Mundial não correu como esperávamos por várias razoes. Se tivéssemos passado o Uruguai tinha sido diferente. Mas Portugal é candidato a ganhar cada prova em que entra".

Imunes às derrotas

Sem Ronaldo, houve 'Jotaldo': Portugal dominou e venceu a Suécia, em Alvalade, com dois golos de Diogo Jota e um de Bernardo Silva - com assistência de Jota, o substituto de Ronaldo, precisamente, e o homem do jogo