Tribuna Expresso

Perfil

Portugal

José Fonte: “Quando não se sofre golos estamos mais próximos da vitória, o mister bate muitas vezes nessa tecla”

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com França (sábado, 19h45), o central do Lille comentou o bom momento defensivo da Seleção Nacional, que não sofre golos há cinco jogos. Mas sublinha que mais do que não sofrer golos, a Seleção Nacional quer vencer

Tribuna Expresso

DIOGO PINTO/Lusa

Partilhar

Resultados possíveis

“Estamos habituados a jogos neste nível, temos o plano de jogo, o mister já disse o que pretende de nós. Estamos a par dos resultados que temos, mas acima de tudo é ganhar. É isso que queremos e é nisso que estamos focados”.

Poucos golos sofridos

“Deve-se à equipa no global, o trabalho dos avançados é importante, os médios são importantes a fechar linhas de passe. Quando não se sofre golos estamos mais próximos da vitória, o mister bate muitas vezes nessa tecla e tentamos cumprir”

Pressão de jogo decisivo?

“É um jogo decisivo. Se ganharmos sabemos que está feito e queremos esse resultado. Não é um jogo de mais ou menos pressão, estamos habituados a jogos desta magnitude e amanhã é conseguir fazer o trabalho”.

Deu dicas sobre jogadores franceses?

“Dicas não posso dizer que tenha dado muitas porque nós conhecemos bem os jogadores franceses, sabemos todos, vemos na televisão, toda a gente está bem ciente da qualidade e daquilo que podem fazer. Amanhã será um jogo diferente do de França, sabemos o que está em jogo e o mister deixou claro o que é preciso fazer para chegar ao objetivo, que é ganhar”.

Diferenças se Mbappé não jogar

“É óbvio que se não jogar o Mbappé é sempre diferente, não podemos negar esse facto. Mas França tem outros grandes jogadores, não estamos focados em um ou outro jogador, estamos focado em todos. No global, como equipa, a França é muito forte e temos de ser sólidos e jogar como equipa”.