Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Portugal

Mundial2022. Rúben Dias e a seleção nacional: “Chego como cheguei sempre até aqui”

“Hoje em dia, os jogos acessíveis são cada vez menos, devido à evolução que o jogo tem tido. Sendo nós uma seleção com esta qualidade, o inimigo podemos ser nós próprios”, afirmou o defesa central dos ingleses do Manchester City, em conferência de imprensa

Lusa

Catherine Steenkeste

Partilhar

O defesa Rúben Dias rejeitou hoje a ideia de um jogo “acessível” diante do Azerbaijão e pediu “máxima seriedade” à seleção portuguesa de futebol para o arranque do Grupo A de qualificação para o Mundial2022.

“Hoje em dia, os jogos acessíveis são cada vez menos, devido à evolução que o jogo tem tido. Sendo nós uma seleção com esta qualidade, o inimigo podemos ser nós próprios”, afirmou o defesa central dos ingleses do Manchester City, em conferência de imprensa.

O habitual titular no eixo defensivo da equipa das ‘quinas’ sublinhou a “ambição de lutar pelo apuramento”, que tem de ser encarado com a “máxima seriedade”.

“Chego como cheguei sempre até aqui, com muita ambição e prazer por estar aqui a lutar pelo apuramento para o Campeonato do Mundo. O jogo poderá ser difícil se assim o tornarmos. É preciso muito foco no jogo da nossa equipa e encarar o jogo com a máxima seriedade”, observou.

Realizar uma fase de apuramento “passo a passo” é o pensamento de Portugal, segundo o central, de 23 anos, que, mesmo sem o ausente de ‘peso’ Pepe, devido a lesão, assinalou que nada irá mudar.

“Não muda nada. A nossa ideia de jogo é a mesma de sempre e, por vezes, mudam os intervenientes. Mal seria de nós se estivéssemos dependentes de cada jogador que muda para mudar a nossa ideia. Estarão presentes outros e com o mesmo objetivo sempre, de ganhar”, justificou.

Por fim, abordou a primeira chamada de Nuno Mendes e João Palhinha, ambos do Sporting, ao grupo da seleção: “É com muita alegria que todo o grupo recebe os jogadores novos, com o sentimento de que vieram para acrescentar”.

A seleção lusa estreia-se no Grupo A de apuramento para o Mundial2022 na quarta-feira, com a receção ao Azerbaijão, deslocalizada do Estádio José Alvalade, em Lisboa, para Turim, devido à pandemia de covid-19.

Depois do embate com os azeris, Portugal cumpre fora os outros dois jogos da primeira jornada tripla, defrontando a Sérvia, em Belgrado, no sábado, e o Luxemburgo, na Cidade do Luxemburgo, três dias depois. Os três jogos começam às 19:45 (hora de Lisboa).

Para garantir uma oitava participação, e sexta consecutiva, no Mundial, cuja edição de 2022 se realiza entre 21 de novembro e 18 de dezembro, no Qatar, Portugal precisa de vencer o agrupamento, sendo que o segundo classificado jogará um ‘play-off’ de acesso à fase final