Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Portugal

Fernando Santos: "Vamos jogar com a Espanha olhos nos olhos"

Na antevisão do amigável Espanha-Portugal (sexta-feira, 18h30), Fernando Santos desvalorizou o resultado e deixou elogios a Pote e Moutinho

Lusa

PEDRO ROCHA

Partilhar

O selecionador Fernando Santos disse hoje que Portugal tem de encarar o particular com a Espanha, de preparação para o Euro2020 de futebol, “olhos nos olhos e com responsabilidade”, e esclarece que o resultado final “não preocupa”.

“Vamos jogar com a Espanha olhos nos olhos. São duas equipas de grande valia e vamos ver como corre. [Resultado] não me parece que seja um fator decisivo, nem nenhuma seleção que vai participar no Campeonato da Europa está preocupada com resultados. Amigável, mas de grande responsabilidade”, afirmou Fernando Santos, em conferência de imprensa, realizada na Cidade do Futebol, em Oeiras.

No primeiro particular de dois, antes de iniciar a defesa do título no Euro2020, “ganhar” em Madrid, na sexta-feira, é o objetivo. Contudo, o selecionador luso deixa claro que será um “teste” à equipa e não ao desempenho apresentado pelos jogadores.

“É um adversário que entendemos que seria ótimo para cimentar ideias, melhorar, procurar corrigir algumas ideias e ajustá-las. A Espanha serve muito bem para isso, é um teste ótimo, para perceber o que queremos para a nossa equipa e ver o que somos capazes de fazer. Não será um teste, um exame. À equipa e aos processos, sim. Haverá aqui um exame. Interessa-me pouco o desempenho individual”, explicou.

Pote a jogar?

Sendo um jogo de caráter particular, Fernando Santos foi questionado sobre a possibilidade de lançar o médio do Sporting Pedro Gonçalves, estreante absoluto em convocatórias da seleção principal.

“O jogo irá dizer, isto não é um teste a jogadores, incluindo o Pedro [Gonçalves], que mostrou qualidade suficiente para poder estar aqui. Mostra nos treinos que eu estava completamente certo. Se teria alguma dúvida, que não tinha, já retirou todas. Se eu entender que deve jogar, vai jogar. Não é porque é novo ou porque chegou agora”, justificou.

O médio João Moutinho esteve ausente dos trabalhos da equipa na segunda e terça-feira, mas na quarta-feira já treinou condicionado e hoje integrou o apronto sem limitações.

“Ele já teve este tipo de toque. Resolvemos que não valia a pena estar a forçar. Gostava de ter o João para me ajudar amanhã [sexta-feira] em Espanha. A ver o jogo, é dos melhores que passou em Portugal e um dia vai ser treinador, seguramente. Mas vai para Espanha connosco”, concluiu Fernando Santos.

Tendo em conta o regime livre definido pelo selecionador até dia 8 de junho, os atletas terão apenas a obrigação de se apresentar durante os treinos, na Cidade do Futebol, tendo total liberdade antes e depois dos trabalhos da seleção nacional.

Além do duelo com a Espanha, a seleção portuguesa tem agendado outro particular de preparação para o Euro2020, diante de Israel, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, em 09 de junho, véspera da partida para Budapeste, onde a equipa das quinas ficará concentrada durante a competição.

Portugal, que é o detentor do troféu, integra o grupo F do Euro2020, juntamente com Hungria, Alemanha e França, tendo estreia marcada na competição para 15 de junho, diante dos húngaros, em Budapeste, antes de defrontar os germânicos, em 19 de junho, em Munique, e os franceses, em 23 de junho, novamente na capital magiar.