Tribuna Expresso

Perfil

Seleções

Quatro (sim, quatro) guarda-redes, sete defesas, cinco médios e seis avançados: os convocados de Portugal para o Mundial sub-20

Hélio Sousa já escolheu os 22 jogadores que vão representar Portugal no Mundial sub-20, na Polónia, de 23 de maio a 15 de junho. Ou, melhor dizendo, 21, porque um guarda-redes ainda vai ser retirado da lista

tribuna expresso

Hélio Sousa com a taça conquistada pela seleção sub-19 no Europeu

Nuno Botelho

Partilhar

Hélio Sousa já divulgou os nomes dos escolhidos para representar Portugal no Mundial sub-20, na Polónia, de 23 de maio a 15 de junho. Os jogadores portugueses vão defrontar, no grupo F, a Coreia do Sul, a Argentina e a África do Sul.

O grupo reúne-se a 13 de maio, partindo para a Polónia a 20 do mesmo mês, mas, antes, no dia 18, há amigável frente à Arábia Saudita, na Cidade do Futebol, às 11h. O primeiro jogo de Portugal no Mundial será contra a Coreia do Sul, a 25 de maio (14h30), seguindo-se a Argentina, a 28 de maio (17h), e a África do Sul, a 31 de maio (19h30), sempre na cidade de Bielsko-Biala.

João Félix é o grande ausente da convocatória da "geração de 1999" (apenas Pedro Neto nasceu em 2000): o jovem do Benfica deverá ser convocado por Fernando Santos para a fase final da Liga das Nações. Hélio Sousa admitiu ser “difícil” não poder contar com Félix na prova, embora revelando estar “satisfeito” por ver o jovem jogador num patamar mais elevado. “Difícil é sempre, devido à qualidade que esta geração tem demonstrado, por todo o envolvimento que há. Não fico triste. Fico, sim, satisfeito por o João poder estar em espaços competitivos de excelência e a vivenciar experiências únicas”, referiu.

Mas, da lista atual, ainda terá de ser retirado um guarda-redes, já que há quatro escolhidos, porque Diogo Costa, guardião do FC Porto, pode ser chamado para a final da Taça de Portugal, que se disputa a 25 de maio, precisamente o dia em que Portugal se estreia no Mundial, diante da Coreia do Sul, podendo assim ficar de fora da fase final da prova.

“Portugal nunca é uma seleção fraca. Somos uma das referências da Europa e somos sempre uma das seleções mais fortes”, afirmou Hélio Sousa, na conferência de imprensa, realizada na Cidade do Futebol, em Oeiras.

Depois das conquistas dos Europeus de sub-17, em 2016, e sub-19, em 2018, Hélio Sousa considera que esta geração tem capacidade para “conseguir algo mais” e arrecadar um troféu que Portugal arrecadou em 1989 e 1991. “É uma geração que conseguiu algo único na Europa e que vai sentir-se muito motivada para conseguir algo mais. Parece que foi algo banal, apesar de nunca ninguém o ter conseguido. Eles vão querer afirmar-se novamente e deixar um marco para o país”, disse.

Contudo, o antigo médio e um dos integrantes da seleção de sub-20 que venceu o Mundial de 1989, referiu que o objetivo de Portugal “é sempre vencer o próximo jogo”, ainda que lembrando que “nestas fases finais, é muito importante estar no espaço seguinte da competição”, neste caso nos oitavos de final.

Já quanto à concorrência no grupo F do Mundial, Hélio foi perentório: “A Argentina tem uma geração de excelência, a Coreia do Sul tem sempre equipas muito organizadas e consegue formar excelentes equipas, e a África do Sul é uma equipa diferente, do futebol africano.”

Perto do final da conferência de imprensa, o técnico não conteve as lágrimas quando foi questionado sobre os últimos passos que está a dar na Federação Portuguesa de Futebol, antes de assumir o comando da seleção principal do Bahrein. “Cada ano passado aqui tem sido maravilhoso. Só tenho de agradecer tudo o que me tem acontecido. O desejo é dar as melhores vivências a cada um dos nossos jogadores e vivenciá-las com eles. Tem sido extraordinário. É um prazer enorme trabalhar com os nossos jovens jogadores”, disse, visivelmente emocionado.

Os convocados

GUARDA-REDES: Diogo Costa (FC Porto), João Virgínia (Everton FC), Luís Maximiano (Sporting CP) e Ricardo Silva (FC Porto);

DEFESAS: Diogo Leite (FC Porto), Diogo Queirós (FC Porto), Francisco Moura (SC Braga), Diogo Dalot (Manchester United), Romain Correia (Vitória SC), Rúben Vinagre (Wolverhampton Wanderers FC) e Thierry Correia (Sporting CP);

MÉDIOS: Florentino (SL Benfica), Gedson Fernandes (SL Benfica), Miguel Luís (Sporting CP), Nuno Henrique (Chievo Verona) e Nuno Santos (SL Benfica);

AVANÇADOS: Trincão (SC Braga), Jota (SL Benfica), Mesaque Dju (West Ham United), Pedro Martelo (SC Braga), Pedro Neto (SS Lazio) e Rafael Leão (LOSC Lille).