Tribuna Expresso

Perfil

Seleções

Fernando Santos será selecionador nacional até 2024

Técnico renovou com a FPF por quatro anos. Estará na fase final do Euro 2020, adiado para 2021, qualificação para a próxima Liga das Nações, bem como nas qualificações para o Mundial 2022 e Euro 2024

Tribuna Expresso

epa

Partilhar

Fernando Santos será selecionador nacional por mais quatro anos, anunciou a Federação Portuguesa de Futebol esta terça-feira. O novo vínculo do técnico e respetiva equipa durará até 2024, pelo o treinador campeão da Europa em 2016 estará na fase final do Euro 2020, adiado para 2021, qualificação para a próxima Liga das Nações, bem como nas qualificações para o Mundial 2022 e Euro 2024.

"Essencialmente, é um grande privilégio - para mim e para a minha equipa técnica - continuarmos este trajeto que iniciámos muito pela força, pela vontade e pela determinação do Presidente [Fernando Gomes]. Para nós é um privilégio servir Portugal e o futebol português, é isso que vamos procurar continuar a fazer na mesma medida em que o temos feito, sempre com uma ambição, que é ganhar. Desde que chegámos foi a isso que nos propusemos. Sabemos que não vamos poder ganhar tudo, seguramente, mas lutar para ganhar tudo. Nesse contexto, é também para mim uma honra pessoal estar com o Presidente até ao fim do seu mandato. Será também, se calhar, o fim do meu", disse Fernando Santos em declarações reproduzidas no site da FPF.

Fernando Santos é selecionador nacional desde setembro de 2014 e já é o treinador com mais vitórias na Seleção. Além da vitória no Euro 2016, foi campeão da primeira edição da Liga das Nações, tendo estado ainda na Taça das Confederações em 2017 e Mundial de 2018 na Rússia.

"Foram seis anos de grande sucesso, isso ninguém pode contrariar. Sucesso inequívoco para a Federação Portuguesa de Futebol no seu todo. Agora, como sempre disse, sozinhos não vamos ganhar, mas continuo a ter a certeza que nós - todos, aqueles que sempre fizeram parte disto e vão continuar a fazer e os novos virão a fazer parte de tudo isto - vamos continuar dar sucessos e alegrias ao povo português", sublinhou ainda o treinador de 65 anos.