Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Seleções

UEFA e FIFA não permitem que haja adeptos das seleções visitantes na próxima ronda de jogos de qualificação para o Mundial de 2022

A FIFA e a UEFA optaram por não permitir a entrada de adeptos visitantes nos estádios ao longo do próximo período de qualificação para o Mundial 2022. Por enquanto, a medida afeta apenas o mês de setembro

Rita Meireles

Attila Kisebenedek - Pool

Partilhar

É já em setembro que as seleções voltam aos relvados para jogar a fase de qualificação para o Mundial de 2022, mas, ao contrário do que aconteceu no Euro 2020, desta vez os adeptos não terão lugar nas bancadas. A FIFA e a UEFA chegaram a essa decisão tendo em conta o aumento do número de casos de covid-19 que tem ocorrido um pouco por toda a Europa.

Num comunicado enviado às federações, as duas organizações informaram que, nos jogos realizados no próximo mês de setembro, não haverá adeptos nas bancadas vindos de outros países. Ou seja, apenas os adeptos ‘da casa’ terão a possibilidade de assistir aos jogos no estádio.

Por enquanto a decisão só se aplica aos jogos do mês de setembro. Em relação às janelas internacionais de outubro e novembro, será feita nova avaliação nessa altura.

Sendo assim, os adeptos residentes em Portugal poderão assistir ao jogo frente à República da Irlanda, no Estádio do Algarve, mas não se podem deslocar a Baku para ver a partida frente ao Azerbaijão.

O Mundial do Catar está marcado para o dia 21 de novembro de 2022. Uma competição diferente do que os adeptos estão habituados, sendo que, por causa das altas temperaturas no país, se optou por marcar a os jogos para o inverno e não verão.

A final está marcada para o dia 18 de dezembro, no Lusail Stadium, em Doha, e será uma prenda de natal antecipada para o país vencedor.