Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

O homem que acreditava em nós

Diz-se que Moniz Pereira é o “Senhor Atletismo”. Diz-se bem mas é pouco: é o “Senhor Portugal”. Porque tinha essa crença simples e bonita que Carlos do Carmo explica: “Tive um grande apreço pela sua capacidade de ser português. Uma coisa com a qual ele embirrava profundamente era com a atitude do lado pequenino das coisas. Ele dizia ‘ser português é ser como os outros, não somos nem mais nem somos menos”. Carlos Lopes, ali na fotografia com Moniz Pereira, pormenoriza as consequências desta crença: “Éramos capazes de fazer coisas em que ninguém acreditava”. Diz-se que Moniz Pereira é o “Senhor Atletismo”. Diz-se bem mas é pouco: “Senhor Portugal”

Vídeos SIC Notícias, fotos Arquivo A Capital

Partilhar

Seis vídeos (e uma fotogaleria) de gratidão

Carlos do Carmo era uma das pessoas que fazia parte do circulo de amigos de Moniz Pereira. O fadista descreve-o como um homem invulgar, que embirrava com o lado pequenino das coisas
O nome de Moniz Pereira fica para sempre associado ao de Carlos Lopes e à medalha de ouro por este conquistada nos Jogos Olímpicos de 1984, em Los Angeles
Moniz Pereira morreu este domingo aos 95 anos e Bruno de Carvalho diz que este “é um momento de grande tristeza para a família sportinguista e para o desporto nacional”, lembrando que o senhor atletismo fará sempre parte do clube
Antiga campeã olímpica lembra Moniz Pereira como um homem divertido e apaixonado pelo desporto. Antigo treinador morreu este domingo, aos 95 anos
O Presidente da Federação Portuguesa de Atletismo diz que a morte de Moniz Pereira traz uma grande perda para a família do desporto, do fado e do atletismo em particular. Jorge Vieira recorda o homem como um apaixonado pela vida.
Luís Marques Mendes descreve Moniz Pereira como uma pessoa encantadora e um atleta notável. No espaço semanal no Jornal da Noite, o comentador quis deixar palavras de homenagem ao professor e símbolo do atletismo.