Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Diretor do Sporting André Geraldes entre quatro detidos por suspeitas de corrupção desportiva

Polícia Judiciária já deteve quatro pessoas no âmbito do caso de alegada corrupção que envolve o andebol do clube, confirmou o Expresso

Hugo Franco

Jorge Jesus à conversa com André Geraldes, atual diretor do futebol do Sporting

ANDRE KOSTERS

Partilhar

Os detidos em Alvalade são André Geraldes, diretor do futebol do Sporting, Gonçalo Rodrigues, funcionário do gabinete de apoio ao atleta do clube, e Paulo Silva e João Gonçalves, ambos empresários. Um dado já confirmado pelo Expresso por fonte da Polícia Judiciária.

A PJ do Porto, que coordena esta operação "Cashball", está a investigar a alegada corrupção em jogos de andebol que terão favorecido a equipa do Sporting. Mas segundo a CMTV também há jogos de futebol suspeitos. O inquérito é liderado pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) do Porto. Mais concretamente pela 12ª secção, especializada em crimes económicos.

Em comunicado, a PJ revela que os quatro detidos são suspeitos de corrupção ativa no desporto. "A operação, que envolveu quarenta elementos da Polícia Judiciária, incluiu cerca de uma dezena de buscas domiciliárias e em clube desportivo."

De acordo com fontes ouvidas pelo Expresso, a investigação da PJ do Porto tem já alguns meses. Os quatro arguidos deverão ser ouvidos nas próximas horas para interrogatório e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

Os jogos suspeitos no andebol investigados pela PJ e DIAP do Porto reportam-se à época anterior, quando o clube se sagrou campeão ao fim de 16 anos de jejum. Quanto aos jogos de futebol, serão relativos à época que agora terminou e em que o Sporting ficou em terceiro lugar.