Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Como o outro, Carlos Lopes tem “dois amores” e está dividido entre o Lusitano Vildemoinhos e o Sporting: “Fava agridoce”

“Foi no Lusitano onde comecei a minha atividade desportiva e foi no Sporting que conclui. Tenho dois amores", explicou o campeão olímpico Carlos Lopes, ex-atleta do Sporting que representou o Vildemoinhos no sorteio da Taça de Portugal que colocou ambos os clubes frente a frente

Tribuna Expresso e Lusa

Carlos Lopes junto do renovado Pavilhão que tem o seu nome

Nuno Botelho

Partilhar

O antigo maratonista Carlos Lopes, representante do Lusitano Vildemoinhos no sorteio da quarta eliminatória da Taça de Portugal de futebol, destacou hoje a diferença de dimensão entre o clube de Viseu e o Sporting, emblema em que brilhou ao mais alto nível.

“Foi no Lusitano onde comecei a minha atividade desportiva e foi no Sporting que conclui. Tenho dois amores e há uma paixão em comum: o futebol”, afirmou o campeão olímpico português depois de o sorteio ditar a deslocação do Sporting ao terreno do clube do concelho de Viseu.

Do lado do Sporting, o antigo médio 'leonino' Hugo Viana considerou que “vai ser um jogo bonito”, assumindo a felicidade de visitar o Lusitano na prova rainha do futebol português e aceitando o favoritismo da equipa lisboeta frente ao conjunto do terceiro escalão (Campeonato de Portugal).

Ainda assim, o representante do finalista vencido da última edição da segunda prova mais importante do calendário português vincou que a o Sporting terá que “dignificar” a camisola durante os 90 minutos do jogo.

Face à sua forte ligação aos dois clubes, Carlos Lopes considerou que saiu ao Lusitano de Vildemoinhos uma “fava agridoce”, recordando a “dimensão mais pequena” do clube viseense face ao adversário que vai enfrentar no fim de semana de 25 de novembro e tudo “o que representa para o futebol português”.

No final da sua intervenção, Carlos Lopes deixou um alerta: “O Sporting que se prepare”. E Hugo Viana não deixou o campeão olímpico sem resposta: “Estaremos preparados”.

“O FC Porto quer recuperar a Taça"

Em representação do FC Porto, que vai receber o Belenenses num dos embates que opõe equipas do primeiro escalão, Fernando Gomes salientou que se trata de “um jogo com duas equipas com grande tradição", lembrando que os nortenhos venceram 16 vezes este troféu e os lisboetas três.

O antigo ponta de lança dos 'azuis e brancos' recordou que, na última vez que os clubes se encontraram nesta competição, o jogo foi decidido no desempate por penáltis, tendo sido necessários 30 pontapés da marca dos 11 metros para encontrar o vencedor (10-9 a favor do FC Porto).

“O FC Porto quer recuperar a Taça. Estamos preparados para defrontar o Belenenses e é bom jogar em casa, frente ao nosso público, numa eliminatória que se prevê bonita e interessante”, referiu.

Também foram chamados ao palco para comentar a sorte os representantes do Silves, Tiago Leal, e do Rio Ave, Marco Carvalho, que se vão encontrar em Vila do Conde. “É um motivo de satisfação para o Silves estar nesta quarta ronda da taça de Portugal. E é com gosto que vamos visitar o Rio Ave, que sabemos que é um clube com outra dimensão”, sublinhou o presidente do Silves, destacando ainda que o emblema algarvio, um dos 'sobreviventes' dos distritais, fará 100 anos no próximo ano e que esse será um marco para o clube e para a cidade.

Por seu turno, Marco Carvalho fez questão de lembrar que “Taça é Taça”, garantindo que o os vila-condenses têm “todo o respeito” pelo Silves. “Seria estranho dizer que nos calhou a sorte, porque não calhou. O objetivo do Rio Ave é vencer a competição, não escondo, mas para isso temos de ultrapassar o Silves”, acrescentou, garantindo que os algarvios “vão ser bem recebidos” em Vila do Conde.

O sorteio colocou o Arouca, da II Liga, na rota do Benfica, no estádio da Luz, em Lisboa, e ditou a visita do Desportivo das Aves, detentor do troféu, ao 'secundário' Cova da Piedade, enquanto o Sporting de Braga recebe o Praiense, do Campeonato de Portugal.

Além do FC Porto-Belenenses, o sorteio ditou mais dois embates entre equipas da I Liga: Santa Clara-Desportivo de Chaves e Marítimo-Feirense. Noutro jogo teoricamente mais desnivelado, o Vale Formoso, o outro resistente dos campeonatos distritais, visita o Tondela, equipa da divisão principal.

Os jogos da quarta eliminatória, que conta com 32 equipas, estão previstos para 25 de novembro.