Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Peseiro aguentou 14 jogos até ser despedido pelo presidente

A notícia é avançada pelo "Record" e por "A Bola". A segunda ligação ao clube de Alvalade terminou após a derrota para a Taça da Liga diante do Estoril. Frederico Varandas procura substituto e Paulo Sousa, antigo internacional português, é um dos nomes em cima da mesa

Pedro Candeias

Carlos Rodrigues

Partilhar

À derrota, aos lenços brancos e aos assobios e aos apupos – e também à resposta despeitada "quem não quiser apoiar, está no seu direito" – seguiu-se o despedimento: José Peseiro já não é treinador do Sporting e isso foi-lhe comunicado por Frederico Varandas durante esta madrugada. A notícia é avançada pelos desportivos "Record" e "A Bola", que garantem que o técnico e o presidente tiveram uma conversa algumas horas após o desaire diante do Estoril (1-2), para a Taça da Liga.

Agora, o nome mais falado para suceder a José Peseiro é Paulo Sousa, antigo internacional português, que se encontra sem clube desde que saiu do Tianjin Quanjian. De acordo com o "Record", Tiago Fernandes, treinador dos juniores do SCP e filho de Manuel Fernandes, irá assumir interinamente o cargo de Peseiro.

Varandas terá tentado Jorge Jesus e também contactou Leonardo Jardim, tendo ambos declinado o convite para regressar ao Sporting neste momento.

Recorde-se que José Peseiro foi escolha, digamos, possível de Sousa Cintra e da Comissão de Gestão que liderou o clube até às eleições. O ribatejano, que já passara pelo clube de Alvalade (e do qual fora despedido), disputou 14 jogos oficiais, somando três derrotas, um empate e nove vitórias. Terminou assim a aventura de Peseiro, que nunca caiu realmente no goto dos sportinguistas; a derrota estrondosa contra o Portimonense (2-4), no Algarve, elevou o tom das críticas – além, claro, do incidente com Nani, que fez recordar os insultos de Rochemback do passado. O Estoril precipitou a sua queda já pré-anunciada pelo próprio Frederico Varandas em entrevista ao Expresso no passado fim de semana: "Se estou a procurar um técnico para 2019? Eu procuro o melhor treinador possível e Peseiro convive bem com isso".

  • “Eu procuro o melhor treinador e Peseiro convive bem com isso”. Na íntegra, a entrevista ao Expresso em que Varandas ‘despediu’ Peseiro

    Sporting

    Frederico Varandas recebe-nos no seu gabinete cinco minutos antes da hora, coisa rara no futebol português. Ele diz que com ele será sempre assim. “Não gosto de esperar nem de fazer esperar e se alguém se atrasar meia hora para uma reunião, eu saio. Já aconteceu aqui.” A questão do tempo foi o tema incontornável nesta longa conversa com o novo presidente do Sporting. Esta entrevista foi publicada na edição de 28 de outubro do Expresso

  • Acabou assim a segunda aventura de Peseiro

    Sporting

    José Peseiro foi despedido do Sporting. A notícia foi avançada esta madrugada pelos jornais desportivos, após a derrota do clube de Alvalade na noite passada. Frederico Varandas terá dispensado José Peseiro depois do jogo do Sporting contra o Estoril. O final da partida ficou marcado por assobios e lenços brancos para o técnico, que esteve quatro meses no comando da equipa leonina

  • Uma exibição que assusta mais do que o Halloween

    Sporting

    O Sporting até começou o jogo com golo de Wendel, mas nunca se mostrou verdadeiramente superior ao Estoril Praia, equipa da 2ª Liga com um futebol de primeira, que acabou por dar a volta ao resultado (1-2), fazendo com que os adeptos brindassem José Peseiro com lenços brancos e assobios