Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Sporting pede intervenção “urgente” da Liga

A direção de Frederico Varandas contactou Pedro Proença devido aos “factos ocorridos nos jogos em Guimarães e Tondela, onde já estavam decorridos aproximadamente 40 minutos do primeiro tempo quando, finalmente, os adeptos e associados entraram no recinto”

Tribuna Expresso

PAULO NOVAIS/EPA

Partilhar

O Sporting endereçou esta terça-feira ao presidente da Liga, Pedro Proença, uma queixa devido aos atrasos nas entradas dos adeptos nos últimos dois jogos do clube fora de Alvalade, em Tondela e em Guimarães, "onde estavam decorridos aproximadamente 40 minutos do primeiro tempo quando, finalmente, os adeptos e associados entraram no recinto", indica o clube no seu site oficial.

Na carta enviada pelo Sporting, foram também recordados "os momentos de tensão sentidos na deslocação à cidade vimaranense, em que vários autocarros onde seguiam adeptos foram apedrejados, obrigando a mudanças na rota", justifica o clube.

Contra o Tondela, segunda-feira à noite, não houve violência, mas voltou a haver "demora nas operações de revista dos adeptos, sem qualquer explicação por parte das autoridades, o que retardou a entrada no recinto", revela o Sporting, lamentando "a privação da entrada dos adeptos" e pedindo uma "ação por parte do presidente da Liga".