Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Na ausência de Keizer, a conferência do adjunto Rodolfo Correia: "O Sporting continuará a ser mandão mas terá de se adaptar"

Rodolfo Correia protagonizou a conferência de imprensa de antevisão da final da Taça da Liga (sábado, 20h, TVI), uma vez que o treinador Marcel Keizer teve de se deslocar à Holanda devido à morte do sogro

Tribuna Expresso

Partilhar

Antevisão da final

"Os encontros com o FC Porto são sempre interessantes, todos gostamos de jogar e estar presentes. Há sempre adaptações estratégicas a fazer e coisas a corrigir de um jogo para o outro. São sempre jogos muito bons."

Sérgio Conceição disse que o FC Porto foi o único a querer vencer o último clássico entre ambos

"É um comentário que tenho de respeitar. O Sporting entra em todos os jogos para vencer, isso tem sido bem representado. É uma opinião que tenho de respeitar, mas essas não são as nossas ideias."

Faz sentido os árbitros serem afastados após as críticas?

"Infelizmente são situações que ocorrem não só em Portugal mas em todos os países. Quando uma pessoa está submetida a decisões, há quem não tenha a mesma opinião dos outros. Nós estamos sempre em situação de errar, há decisão e pode haver erro. Julgo que é um ponto em que não nos podemos focar. Não queremos falar de arbitragem. O jogo e o jogador são o mais importante."

Problemas físicos após vários jogos consecutivos

"A questão da recuperação é fundamental para nós. Não é a primeira vez em que só temos dois dias de descanso entre jogos. Infelizmente o calendário está muito preenchido neste meses, depois é uma questão que poderá ser revista pela Liga."

Problemas físicos de Mathieu

"Está a fazer gestão de esforço para amanhã tê-lo preparado para o jogo. Seráa reavaliado amanhã em relação à fadiga e depois tomaremos uma decisão em relação ao onze que vai jogar."

O Sporting estará mais focado nas questões defensivas, como no último clássico?

"Vamos ver. As pessoas falam de um Sporting mais defensivo mas não foi, a equipa foi-se adaptando às condições do jogo. Há situações em que pode ter de privilegiar a defesa para depois contra atacar. Continuará a ser mandão mas terá de se adaptar perante o adversário que tem à frente."

Serão jogos diferentes por um ser Taça e outro Campeonato?

"Dinâmicas diferentes não acredito que haja, porque nesta fase da época as dinâmicas já estão adquiridas. O que poderá haver são ajustamentos estratégicos."

O que destaca no FC Porto?

"Como todos sabemos, é uma equipa muito poderosa fisicamente, os seus avançados são rápidos e fortes, a defesa também, muito fortes nos duelos e no jogo aéreo, os médios com qualidade técnica... O Óliver tem muia qualidade, o Herrera é um jogador de transição, sempre ligado ao jogo... Podia estar aqui a falar o dia todo de jogadores e do FC Porto, mas o que há a realçar é que conhecemos o FC Porto e queremos vencer."

Este é o oitavo jogo do Sporting com 72h de descanso. O FC Porto tem cinco e o Benfica tem quatro. É uma desvantagem?

"É uma questão à qual vamos ter de nos adaptar. Temos é de ajudar os nossos jogadores a recuperar para estarem preparados para amanhã. A calendarização tem de ser revista pela Liga. Isso tem de ser tudo revisto e na próxima época julgo que poderá haver alterações."

Espera mais adeptos nas bancadas do que na meia-final?

"Claro que é importante a presença dos nossos adeptos. Ainda para mais com este curto período de recuperação, o estado anímico é importante e para isso precisamos dos adeptos".

Estado de espírito de Keizer

"Tem de estar positivo, com muita vontade de ganhar. Esta vitória poderá ser uma ajuda para ele. Temos estado em contacto."

Conta com Danilo no onze portista? E este é um jogo especial para si, por ter sido jogador do FC Porto?

"Em relação ao Danilo temos de contar sempre com e sem ele, temos de estar preparados para as duas situações, é um jogador com peso na equipa. Relativamente ao jogo ser importante para mim, é mais um jogo. Isso faz parte do passado e agora estou focado no Sporting e é o Sporting que me interessa e que eu quero."