Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Sporting queixa-se de ser “o rei dos domingos à noite” na Liga e quer vender cerveja no estádio

Miguel Cal, administrador da SAD do Sporting com o pelouro estratégico e operacional, fez uma análise da bilheteira dos jogos do clube, chegando à seguinte conclusão: "Sabemos que nos próximos anos iremos esmagar todos os recordes relacionados com a marca Sporting"

Tribuna Expresso

NurPhoto

Partilhar

Num artigo intitulado "Bilheteira: a verdade dos factos", publicado esta quinta-feira no Jornal Sporting, Miguel Cal, administrador da SAD do Sporting com o pelouro estratégico e operacional, deixou uma mensagem ambiciosa aos adeptos do clube: "Sabemos que nos próximos anos iremos esmagar todos os recordes relacionados com a marca Sporting".

Baseando-se numa análise da bilheteira dos jogos do clube na Liga, Cal adianta que realmente há menos adeptos em Alvalade esta época, mas a receita subiu: "Existem quatro grandes grupos na bilheteira: convites, claques (uma parte gratuita e uma parte paga), Gameboxes e bilheteira. Destes grupos houve uma redução significativa na assistência gratuita. Na parte paga, tal como mencionado anteriormente, houve uma redução nas Gameboxes e um aumento na bilheteira geral".

Jornal Sporting

Para aumentar as assistências em Alvalade no futuro, Miguel Cal antecipa várias soluções, mas primeiro aponta o dedo à SportTV, que diz que faz do clube "o rei dos domingos à noite", uma vez que a equipa já cumpriu oito jogos ao domingo à noite e em dias de semana - o FC Porto cumpriu cinco e o Sporting de Braga 9.

"O Sporting CP jogou a maior parte dos seus jogos depois das 19h00 [...] fez mais do que os outros dois grandes juntos. Já abordámos este tema várias vezes com a Sport TV e foram sensíveis ao argumento nos jogos grandes que tivemos em casa. Jogar num sábado à tarde é garantia de que teremos mais um milhar de Sportinguistas dos núcleos a assistir; estamos a excluir Portugal do nosso estádio devido aos horários atualmente aplicados. Mas é algo estrutural do futebol português em que todos juntos temos de trabalhar."

O administrador da SAD Sporting também pede à Liga para marcar os jogos com mais antecedência - "os turistas que vêm a Portugal ficam frequentemente chocados com o facto de não termos hora marcada (e os respetivos bilhetes disponíveis) com antecedência. Em Inglaterra os jogos estão disponíveis meses antes" - e acrescenta que a venda de cerveja nos estádios deveria ser permitida, porque "o futebol é uma festa entre amigos e famílias", explica.

"A venda de cerveja nos estádios permitiria que todos chegassem mais cedo, que a festa fosse além do futebol e até aumentar a segurança (já foram elaborados muitos estudos que provam que a entrada mais espaçada dos adeptos, assim como o consumo de cerveja num ambiente controlado, aumenta a segurança e não o contrário). É muito estranho que num concerto, ocorrido nos mesmos recintos, com a mesma massa de gente, com provavelmente até as mesmas pessoas, tenha um tratamento diferente", justifica Miguel Cal.