Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Frederico Varandas: "Se eu gostava de ter o Jesé de há três anos? Não. E disse isso ao jogador"

Em entrevista à Sporting TV, o presidente leonino explicou a abordagem ao mercado, explicando as vendas e contratações tardias e revelou ao detalhe a única proposta que lhe chegou por Bruno Fernandes, vinda do Tottenham: 45 milhões de euros + 20 milhões por objetivos

Tribuna Expresso

MARIO CRUZ

Partilhar

Balanço do mercado

“O balanço é muito positivo e vou dizer porquê: porque o Sporting encaixa cerca de 60 milhões de euros perdendo apenas um titular indiscutível, permanecendo aquele que para mim é o melhor médio da Europa e, aspecto importante, vemo-nos livres de um lastro de jogadores excedentários que ocupavam 25% de orçamento. Havia jogadores a se pagava muito acima do valor de mercado. Em duas janelas de mercado estamos a falar de 15 milhões de euros de poupança. Seguramente nas próximas janelas de mercado vamos respirar melhor. Achamos que este grupo é mais competitivo, com mais soluções que o do ano passado”

A proposta por Bruno Fernandes

“Sporting contratou oito jogadores, cinco dos quais antes dos trabalhos arrancarem. Cinco peças fundamentais para equilibrar o plantel. Depois sabíamos que tínhamos de jogar com aquilo que o mercado nos ditasse. Esta direcão teve uma missão praticamente impossível, que era manter o Bruno Fernandes e a verdade é que nós tínhamos a expectativa que fosse o jogador com mais mercado. Nós estávamos preparados para a venda do Bruno, ou seja teria de sair por um valor justo. Tivemos abordagens, mas apenas uma proposta, a única séria, do Tottenham, de 45 milhões + 20 milhões de objetivos que eram o Tottenham ganhar a Premier League e a Liga dos Campeões, coisa que nunca aconteceu - achei os objetivos muito difíceis de realizar”

Vendas tardias

“Eu pergunto: ia vender o Raphinha sabendo que podia vir alguém bater os 70 milhões de euros pelo Bruno Fernandes? No Mónaco percebi que o Bruno não ia ser vendido e com quatro dias de mercado tive de ir para outro plano: vender o Raphinha, porque eu não queria perder dois titulares. E entre perder Raphinha ou Bruno Fernandes, 100 em 100 sportinguistas vão preferir ficar com Bruno. O meu objetivo não é só manter o rigor financeiro, mas também a competitividade desportiva”

Declarações de Bruno Fernandes

“Não foram uma surpresa. Eu conheço o Bruno Fernandes e ele demonstrou não só ser um grande jogador, mas também um grande profissional e um grande capitão. Levo onze ou doze janelas de mercado e sei que isso mexe com os jogadores. A responsabilidade que ele manteve é exemplar. Quando recusei a proposta do Tottenham, a primeira coisa que fiz foi ir à Academia e explicar ao Bruno Fernandes e ele percebeu perfeitamente. E isto não implica que ele desista dos seus sonhos, eu quero jogadores que tenham o sonho de ir para a Premier League, de ir para o Real Madrid. Mas ele percebeu que o valor que estavam a dar não era justo”

Contrato de Bruno Fernandes revisto

“Não está apalavrada com ninguém uma futura transferência. É jogador do Sporting. É desejado por muitos tubarões europeus, será sempre desejado pelo Real Madrid, pelo City, é um ruído que vai sempre haver, mas com esse ruído posso eu bem. Vai ser revisto o seu contrato, não porque esteja previsto mas porque ele merece. Merece que sejam revistas as suas condições”

Contratações no fecho de mercado

“O Sporting tinha feito 5 contratações cirúrgicas. Teríamos de deixar para a frente mais duas ou três saídas. Vendemos o Raphinha e optámos que viessem estes três jogadores. Estavam numa short list do nosso scouting. Bolasie é um jogador preparado, maduro, o nosso plantel é muito jovem. Vem com 120 jogos de Premier League. É um jogador habituado a alta intensidade. Jesé pela sua qualidade e porque finalmente encontra-se comprometido com a sua profissão. Se eu gostava de ter o Jesé de há três anos? Não, e disse isso ao jogador. O clube atravessou-se porque soube informações do último ano e de quem esteve com ele no balneário e sabe como está a sua vida dentro e fora do balneário. Fernando foi considerado dos melhores extremos do campeonato brasileiro é um grande talento. Estes jogadores foram escolhidos com critério e não porque pediu empresário A ou B. Há opção de compra por alguns e com outros há campo aberto para negociarmos isso”

Futuro

“O Sporting vai comparticipar um terço do salário de Jesé.O Sporting não pode comprar, não pode viver acima das suas possibilidades, ainda mais com jogadores desta valia. Neste momento, na equipa sub-23 temos três, quatro jogadores que no próximo ano vão fazer parte do plantel. Muito jovens mas com muito talento. Hoje não estão preparados para a primeira equipa, mas no próximo ano estarão. E dois deles podem jogar nestes posições”

Venda de Thierry

“Foi uma proposta muito boa. Um jovem formado no Sporting e considerando o momento do Sporting e o valor do jogador, é um grande negócio para o Sporting”