Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Jorge Silas é o novo treinador do Sporting: "Nunca hesitámos em aceitar o convite. Confiamos nas nossas capacidades. Não temos medo"

Na apresentação como novo treinador do Sporting, Silas garantiu que tem uma equipa técnica "atrevida", com uma forma de jogar corajosa que vai trazer "prazer" aos jogadores e aos adeptos

tribuna expresso

MIGUEL A. LOPES

Partilhar

Já se sabia que o novo treinador do Sporting era adepto do clube, mas, na apresentação oficial de Silas, Frederico Varandas fez questão de comprovar a paixão. "Hoje, enquanto assinávamos os contratos, e peço ao mister para confidenciar isto, que ele não sabia desta história... Perguntei-lhe se ele sabia qual a primeira vez que o vi ao vivo. Ele pensava que estava a falar como jogador, mas não. Foi em 2002, na Praça do Rossio, com um cachecol do Sporting a festejar o título, e então era jogador do Leiria. Passados 17 anos, estamos aqui", contou o presidente do clube, antes de passar a palavra a Silas, no relvado de Alvalade.

"É importante que saibam que fiz dois golos ao Sporting nesse ano, era profissional", garantiu Silas, entre sorrisos. "Estamos muito contentes naturalmente. Surpresos até, porque acabamos de sair de um clube há pouco tempo. Não pensámos receber um convite da dimensão do Sporting. Estamos imensamente contentes por isso", assegurou o ex-treinador do Belenenses SAD, que iniciou a carreira no banco em 2017/18.

"Na minha carreira como jogador houve momentos que me marcaram muito. A maior desilusão da minha carreira foi ser dispensado do Sporting aos 13 anos, apesar de ter sido uma dispensa justa e de me ter dado força. Acho que vocês conseguem imaginar o que é isto para mim. Não vou esconder o passado, sempre gostei muito do Sporting. Poder ter a oportunidade de elevar o Sporting a um patamar superior enche-nos de orgulho, sabemos a responsabilidade que temos", disse Silas.

Sobre o momento de negativo do Sporting, o treinador preferiu não alongar-se, assegurando que nem pensou duas vezes quando foi abordado pelo clube. "À partida vocês já nos conhecem, sabem que somos atrevidos. Nunca hesitámos em aceitar o convite. Confiamos nas nossas capacidades. Sabemos que a nossa forma de jogar requer que toda a gente acredite nela, porque é arriscada, é arrojada. Proporciona prazer aos jogadores e depois disso vem o prazer dos adeptos, mas toda a gente tem de acreditar. Medo é zero. Não temos medo. E para se estar num clube destes não se pode ter medo. Há riscos, mas estamos preparados para eles. O principal é os jogadores gostarem e acreditarem", explicou.

Quer saber como é que o Sporting de Silas irá jogar? Este texto dá-lhe as pistas de que precisa

O treinador Blessing Lumueno é um fã de Silas e perspetiva, aqui, como será a equipa de Alvalade sob o comando deste técnico. Pressão arriscada, bola a sair jogada desde trás e uma obsessão e uma certeza: o jogo será completamente diferente do que foi até agora. É preciso dar-lhe tempo

E há jogadores para Silas jogar como quer? Claro que há, garantiu o técnico de 43 anos. "Uma coisa que você nunca vai ouvir de mim é que não acredito neste jogadores. Acho que não é preciso milagres. Milagres com a qualidade destes jogadores? Eles é que vão fazer milagres. Não vamos sacar nada que eles não tenham, nós vamos tirar o que eles têm neles. O Leonel não teve tempo, é preciso tempo. E é preciso ouvir os jogadores", afirmou.

"O balneário é o mesmo que encontrei toda a minha vida, são 30 anos como jogador. O balneário nao é segredo nenhum para mim, não acho que vá haver problemas. Já nos informámos e sabemos que há gente trabalhadora e com ambição. O que eles mais querem agora é ganhar. Ninguém gosta de não poder sair a rua por não ganhar. Os profissionais sofrem muito quando não ganham. Qualidade de vida é sair à rua e ouvir elogios. É ganhar."

Frederico Varandas: "A primeira vez que vi o mister Silas ao vivo foi em 2002, no Rossio, com um cachecol do Sporting, a festejar o título"

Na apresentação de Jorge Silas como novo treinador do Sporting, Frederico Varandas admitiu estar "frustrado" com a época mas acrescentou que tem "muita confiança" na nova equipa técnica