Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Emanuel Ferro, adjunto de Silas: "Os jogadores estão bastante envolvidos no que estamos a solicitar"

Um dos técnicos do staff do Sporting disse, após a vitória (2-1) sobre o LASK Linz, que o resultado "ajuda bastante" porque a equipa vinha de muitos jogos e vai para duas semanas de paragem de seleções, em que haverá tempo para "trabalhar as novas ideias"

Tribuna Expresso

Partilhar

Três centrais de início e a pressão adversária

"Não fomos surpreendidos, de todo. Estamos a ajustar algumas formas de jogar em relação à nossa ideia de jogo. Implementámos, na primeira parte, esse sistema a que se está a referir. Resultou nalguns momentos, noutros não foi bem assim, na segunda parte corrigimos o que havia a corrigir.

Queríamos conseguir explorar os espaços que a pressão adversária acabaria por dar. Por um detalhe ou outro não o conseguimos fazer. Estávamos conscientes do que estava a suceder e o mais importante foi a forma como o corrigimos. Alterámos o nosso sistema e a forma de defender e acabámos por conseguir o que queríamos."

Foi uma vitória da eficácia?

"De todo o acreditar dos jogadores, da equipa técnica e do público, que nos ajudou bastante quando foi preciso. A equipa sentiu isso, o público também, e, quando estávamos em sintonia forte, conseguimos jogar melhor e atingir o objetivo."

Mais importante vencer do que jogar bem?

"Em tão pouco tempo de trabalhar com estes jogadores, com novas ideias, com tantos jogos, densidade competitiva e com fadiga acumulada, é normal que esta vitória ajude bastante. Hoje conseguimos mais uma vez e vamos para esta paragem FIFA com uma sensação positiva."

Como sente a equipa?

"A paragem será importante para trabalharmos as novas ideias. Os jogadores estão bastante envolvidos no que estamos a solicitar e, mesmo que alguns estejam fora com as respetivas seleções, achamos que vamos estar no próximo jogo mais coerentes com o que queremos que seja a equipa."