Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Juve Leo: atual protocolo com a direção do Sporting era superior aos anteriores e foi Varandas a propô-lo

A Juventude Leonina emitiu, este sábado, um comunicado a responder a Frederico Varandas, no qual o acusa de ser "incapaz de ser genuíno" e critica, por vários pontos, a atual direção, que diz ter proposto o protocolo - cancelado, unilateralmente, pelo clube - com as claques que "supera em muito" o anterior "ao nível de apoios para viagens, apoios às coreografias [e] suportes logísticos"

Tribuna Expresso

David Ramos

Partilhar

A Juventude Leonina justificou os recentes protestos nas bancadas do Estádio de Alvalade, durante os jogos do Sporting, a protestos "contra a incompetência e o oportunismo" de Frederico Varandas e da direção do clube, contrariando que o estejam a fazer devido ao cancelamento dos protocolos das claques, anunciado pelo clube a 20 de outubro.

Em comunicado divulgado este sábado, a Juve Leo defende, aliás, que "o Protocolo assinado com esta Direção supera em muito o que o anterior Protocolo estabelecia, seja a nível de apoios para viagens; apoios às coreografias; suportes logísticos". Acrescenta, ainda, que terá sido Frederico Varandas "a propor os melhores termos, até hoje verificados, de qualquer Protocolo entre as Claques e o Sporting".

Entre críticas às exibições da equipa, a Hugo Viana e Beto Severo - "alguém já descobriu o que ali fazem?" - e afirmações de que a "Juventude Leonina não é subserviente de nenhum presidente", a claque sublinha que "o apoio ao clube não está dependente de algum acordo, com algum direção".

O comunicado da Juventude Leonina, na íntegra: