Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Julgamento em Alcochete: primeiro GNR a chegar encontrou jogadores “em pânico e revoltados”

Lusa

TIAGO MIRANDA

Partilhar

O primeiro militar da GNR a chegar à ala profissional de futebol do Sporting, após o ataque à academia do clube, em Alcochete, disse hoje em tribunal que encontrou os jogadores "em pânico e revoltados".

Na quarta sessão do julgamento dos 44 arguidos acusados no processo da invasão à academia do Sporting, que decorre no Tribunal de Monsanto, em Lisboa, o militar do Núcleo de Investigação Criminal do Montijo explicou ao coletivo de juízes que ele e outro camarada foram os primeiros a chegar, antes das 18:00 de 15 de maio de 2018, à ala profissional de futebol do clube.

A testemunha contou que foram recebidos pelo chefe de segurança da academia, Ricardo Gonçalves, que "descreveu sumariamente o que se tinha passado", encaminhando-os de seguida para a sala de convívio onde estavam os jogadores, a equipa técnica e elementos do staff.