Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Sporting diz que cumpriu a lei e nada mais deve a Mihajlovic

O treinador sérvio queixou-se, esta quinta-feira, que o Sporting não lhe pagou a totalidade dos 3 milhões de euros de indemnização estipulados pelo Tribunal Arbitral do Desporto, mas, em comunicado, o clube defendeu-se que procedeu ao pagamento "das quantias que resultam da referida condenação, incluindo juros e contribuição para as despesas legais, naturalmente sujeitando-as aos impostos legais"

Tribuna Expresso

Paolo Bruno/Getty

Partilhar

O Sporting pagou o que o Tribuna Arbitral do Desporto (CAS, na sigla inglesa) lhe ordenou pagar a Sinisa Mihajlovic, mas descontou do valor da indemnização os "impostos legais" aplicados à operação, garantiu o clube, esta quinta-feira, em comunicado, considerando que "efectuou o pagamento a que estava obrigado nos estritos termos da decisão do CAS e da lei".

Como tal, o SCP crê que nada mais deve ao treinador sérvio que, esta quinta-feira, disse ao jornal "A Bola" que o Sporting ainda não realizou o "pagamento integral" dos 3 milhões e que desde novembro de 2019, quando o CAS o condenou a indemnizar Mihajlovic, "nada mais fez do que atrasar o pagamento".

A história é de resposta e contra-resposta. Bruno de Carvalho contratou o treinador sérvio em junho de 2018, passados 10 dias Sousa Cintra despediu-se, alegando ainda estar a cumprir o período experimentar, Mihajlovic queixou-se ao CAS e, o ano passado, o tribunal condenou o Sporting, já presidido por Frederico Varandas, a indemnizar o técnico, hoje ao serviço do Bolonha, de Itália.

O Sporting confirmou que procedeu ao pagamento das "quantias que resultam da referida condenação, incluindo juros e contribuição para as despesas legais". O clube afirma ter notificado o CAS, a UEFA e a FPF aquando do pagamento e dá a sua visão do que Mihajlovic agora exige - "referiu considerar que os descontos legais aplicados pela Sporting CP - Futebol, SAD não são devidos, pretendendo receber a quantia arbitrada pelo CAS como quantia líquida".

O clube revelou que vai juntar "os comprovativos de pagamento" para requerer "o levantamento da penhora" às receitas pela participação nas competições europeias, que existe porque Sinisa Mihajlovic manteve "a execução instaurada contra o Sporting".