Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Sporting termina lay-off dos trabalhadores

Estavam abrangidos 95% dos funcionários do clube, que agora voltarão ao trabalho, a partir de segunda-feira

Lusa

Adam Davy - EMPICS

Partilhar

O Sporting não vai pedir o prolongamento do lay-off que afetava 95% dos funcionários desde 16 de abril e que termina na próxima segunda-feira, disse hoje fonte do clube lisboeta à Lusa.

O clube de Alvalade decidiu não prolongar por mais um mês a medida implementada em 16 de abril e renovada em 15 de maio, em consequência da suspensão das atividades desportivas devido à pandemia de covid-19.

O recurso ao lay-off de 95% dos trabalhadores do "universo 'leonino'" teve como objetivo reduzir os custos com o pessoal em 40% durante a paragem da atividade, e seguiu-se ao acordo com os futebolistas para uma redução salarial de 40% em abril, maio e junho e ao 'corte' para metade dos vencimentos dos administradores da SAD 'leonina' durante esses três meses.

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas - Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

Público no estádios? Pelo menos até final da época, não

A diretora-geral de Saúde negou esta terça-feira que esteja a ser "equacionado o regresso dos adeptos" aos estádios de futebol até ao fim da época, notando que as decisões nesta matéria têm sido tomadas "em diálogo com a federação