Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Rúben Amorim: "Por vezes chegamos com facilidade ao último terço e depois definimos muito mal"

Tribuna Expresso

MARIO CRUZ / POOL

Partilhar

Análise ao jogo

"As equipas estavam encaixadas mas só num meio-campo. Uma equipa estava a atacar no meio-campo ofensivo e a outra estava a defender. Foi esse o encaixe durante toda a partida. Tivemos bons momentos. Não tivemos qualquer situação de perigo na nossa baliza. Temos de definir melhor. Por vezes chegamos com facilidade ao último terço e depois definimos muito mal, disse isso aos jogadores. Muito do sumo que sai destes jogos e destas jogadas, de ganhar esse espaço, é se depois há situação de mais perigo ou golo, é isso que dá sumo aos jogadores e à qualidade de equipa. Foi mais um passo no crescimento."

Jovane e Sporar em fases diferentes?

"O Jovane apareceu muito bem fisicamente e enquadrou-se com a ideia. Curiosamente não gostei da primeira parte, saiu muito da sua zona, foi muito atrás da bola. O Sporar são muitos jogos seguidos, desde que chegou foi sempre a jogar. Os avançados têm estas fases. Jogamos completamente diferente do que ele estava habituado no clube anterior e aqui, muito mais em apoio. Às vezes tem de jogar como um falso avançado. Com o tempo vai melhorando, e mais descanso. Quando o avançado não faz golos sente sempre um bocado, o Sporar é muito competitivo."

Honra no Dragão ou oportunidade para jovens

"Fico feliz que o Porto nao seja já campeão, neste momento, porque quero que os jogadores do Sporting, principalmente os mais novos, sintam essa pressão . É um jogo onde vamos jogar sempre para ganhar. Se o Porto for campeão, os jogadores devem sentir a festa do Porto e sentir essa dor. É um jogo que só poderemos ficar a ganhar, os jogadores vão crescer de qualquer maneira. Perder, ganhar, mas o nosso objetivo é sempre ganhar, sabendo que um rival histórico do Sporting pode fazer a festa connosco em campo. É importante para os miúdos perceberem e têm de ter brio profissional… e vão ter."