Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Rúben Amorim: "Paragens de jogo? Cada treinador faz a sua opção. Deve ser uma coisa de nível III ou nível IV que eu não apanhei"

Treinador do Sporting deixa farpa depois de um jogo com o V. Setúbal marcado pelas inúmeras paragens. No entanto, na conferência de imprensa que se seguiu ao encontro, Amorim sublinhou que a equipa tem de trabalhar na criação de situações de golo

Tribuna Expresso

Pedro Fiúza/NurPhoto via Getty Images

Partilhar

As dificuldades

“Arranjar espaços na muralha do V. Setúbal era complicado. Agora, se o espaço não está lá, temos de cruzar e ganhar a bola de cabeça, temos de ter jogadores que tiram um adversário do caminho e rematam à baliza. Temos de trabalhar isso durante a semana. Tentámos. Se houve movimento? Houve. Depois no fim perdeu-se alguma noção do espaço, que é um problema que acontece nestes jogos”

Benfica

“Vai ser um jogo completamente diferente. Não temos receio nenhum, vamos à Luz para vencer. O Benfica não se vai fechar lá atrás, vem para cima de nós e nós vamos pressionar o Benfica, porque é assim que eu quero que os jogadores cresçam. Vamos sofrer mais uma semana, maravilha. Eu estou preparado e os jogadores têm de estar preparados e ainda estamos dentro do nosso objetivo. Temos de estar preparados para jogar contra qualquer equipa. Calha ser no Estádio da Luz, não há problema nenhum. Não há pressão extra. Há que olhar sempre para o lado positivo da situação: queríamos fechar esta noite a fase de grupos da Liga Europa, era importante, mas temos mais uma oportunidade na Luz e vamos à Luz para vencer”

A aposta em jovens

“O passe, a receção e o movimento, um jogador com 18 anos já tem de o saber fazer, muito mais um jogador do Sporting. Eles trabalham durante a semana e quem dá melhores sinais, joga. Eu não arrisco por arriscar. Arrisco naqueles que eu considero melhores. Eu estou a fazer o melhor para o clube, não o melhor para mim, senão já estava em modo sobrevivência, já tinha o 3.º lugar e depois o passo seguinte? Eu não estou aqui para me defender. Eu sou assim e vou arriscar. Vou fazer o mais importante para o clube, não me interessam nomes nem idades, quem estiver melhor vai jogar”

Paragens de jogo

“Não considero que tenha sido o nosso pior jogo, com as paragens e com a ansiedade de querer marcar golos. Foi um jogo diferente. Em relação às paragens de jogo, não sei explicar. Cada treinador faz a sua opção. Sei que há a importância dos pontos… deve ser uma coisa de nível III ou nível IV que eu não apanhei”