Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Rúben Amorim: "Já sei como é: estado de graça, bluff, o anterior é que era bom. Sei muito bem como é que isto funciona. Estou tranquilo"

Treinador do Sporting desvalorizou os efeitos dos últimos resultados da equipa, na antevisão ao encontro com o Benfica, no sábado

Tribuna Expresso

NurPhoto

Partilhar

Objetivos

"Acima de tudo vencer o jogo, porque com uma vitória garantimos os nossos objetivos. É sempre importante uma vitória em casa de um rival. Continuar a crescer como equipa, é sempre importante. Mas o foco é vencer o jogo, atingir os objetivos, fechar bem esta época que foi comprida e longa e começar de vez a planear a próxima época, só uma época. Vai ser bom para nós e para os jogadores e para a estrutura em si"

3.º lugar em perigo

"Não vejo dessa forma, estávamos em 4.º, a quatro pontos do Braga, que não perdia há não sei quantos jogos. Os números são o que são, fizemos 5 pontos nos últimos quatro jogos. Temos uma derrota nos últimos nove. Os números dá para ler de qualquer maneira. Dou garantias de trabalho, de fazer o meu melhor, mas garantias de resultado não dou. Estamos no 3.º lugar e a ideia é ganhar o jogo. Não faz sentido pensar no 4.º lugar quando estamos no 3.º. Não tenho problemas em assumir a responsabilidade quando temos um mau resultado, mas se formos intelectualmente honestos, há que ver o contexto, a nossa situação e cada um vai fazer a sua análise. Não quero ser aquele treinador que vem para aqui defender-se"

Mercado

"Vamos focar-nos no jogo e depois o que tiver de acontecer, acontecerá. O mercado vai ditar um pouco aquilo que vamos fazer. Certamente que não vão entrar os 22 jogadores que já foram referenciados para o Sporting, porque tenho de ficar com alguns. Faremos os ajustes necessários. Temos jogadores da formação que precisam também de uma ajuda de jogadores mais experientes"

O fim do estado de graça?

Duas derrotas mudam completamente o cenário, a forma como olham para o treinador e plantel. A mim é-me completamente indiferente, já estou no futebol há uns anos. Já sei como é: estado de graça, bluff, o anterior é que era bom. Eu sei muito bem como é que isto funciona, portanto estou tranquilo"

Jogar contra Benfica

"Encaro com tranquilidade. Sempre me senti preparado para ser treinador, comecei muito cedo a preparar-me. É mais um jogo. Já tive lá um que correu bem. O que eu penso é no nosso objetivo e não se é na Luz ou contra outro clube qualquer"

Ataque pouco eficaz

"Marcamos poucos mas também sofremos poucos golos. Agora, uma equipa que marca um golo em quatro jogos, o treinador tem de trabalhar mais e ajudar mais os jogadores e os jogadores têm de trabalhar para marcar mais. Mas faz parte do trabalho de uma equipa, às vezes tem um atraso numa fase do jogo, outras vezes não. Acho que temos que melhorar em todos os aspectos"

Benfica

"Prevejo um Benfica de qualidade, a jogar sem a pressão de antes, o que pode ajudar. Um plantel em que todos querem jogar a final da Taça e jogam contra o Sporting, que é uma motivação extra. É uma equipa com qualidade e experiência, mas também vejo um Sporting forte, por isso acho que vai ser um bom jogo"