Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Adeus, covid-19: Rúben Amorim está de volta

Duas semanas depois de ter estado infetado com covid-19, o treinador do Sporting já orientou o treino da equipa, antes da receção ao LASK, quinta-feira, para a Liga Europa

Lusa

Sporting Clube de Portugal

Partilhar

O treinador Rúben Amorim, recuperado da covid-19, orientou já hoje o treino do Sporting, a dois dias da receção aos austríacos do LASK Linz, no ‘play-off’ da Liga Europa de futebol.

Rúben Amorim, diagnosticado há duas semanas, em 16 de setembro, entre vários casos no plantel, está apto a sentar-se no banco e estrear-se na época 2020/21, depois de ter falhado a visita no domingo ao Paços de Ferreira (2-0), na I Liga.

O Sporting, que ultrapassou na terceira pré-eliminatória os escoceses do Aberdeen (1-0), procura na quinta-feira, a par do Rio Ave – que recebe o AC Milan -, juntar-se a Sporting de Braga e Benfica na fase de grupos da segunda competição da UEFA.

Na sessão de treino de hoje na Academia de Alcochete, além de Rúben Amorim, também o guarda-redes Luís Maximiano, que também esteve infetado com o novo coronavírus, também subiu ao relvado, recuperado da doença.

Na segunda-feira, ainda sem o técnico principal, os titulares em Paços de Ferreira tinham feito trabalho de recuperação, com exceção a Jovane Cabral, que iria ser reavaliado depois de ter saído lesionado no encontro da segunda jornada da Liga.

Na quarta-feira, o Sporting treina em Alcochete a partir das 10:00, com 15 minutos abertos à imprensa, estando agendada para as 18:00 no auditório do Estádio José Alvalade a conferência de imprensa de antevisão do jogo, com o treinador adjunto Emanuel Ferro e um jogador.

Liga Europa. Sporting - LASK, Rio Ave - AC Milan: dois jogos, o mesmo objetivo, pressões diferentes

Enquanto o Rio Ave chega ao ‘play-off’ sem qualquer pressão (ou obrigação), o mesmo não acontece com o Sporting, que joga o primeiro grande objetivo da temporada, que é a entrada na fase de grupos da Liga Europa, em que já estão Sporting de Braga e também o Benfica, que foi, entretanto, relegado da Liga dos Campeões