Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Sporting

Sporting vai penhorar salário de Rafael Leão e os prémios que o jogador ainda não recebeu. Objetivo: €16,5 milhões

O responsável pela comunicação do clube de Alvalade avisa que as duas penhoras já feitas em Portugal são apenas o princípio. Parte do ordenado irá ser penhorada e mesmo os prémios que o jogador possa eventualmente receber devido às chamadas à seleção nacional estão na lista do Sporting

Tribuna Expresso

Marco Canoniero

Partilhar

O Sporting prometeu medidas contra Rafael Leão e elas aí estão: duas penhoras em Portugal, no valor de 36,7 mil euros. Mas o clube de Alvalade não se vai ficar por aqui. Segundo Miguel Braga, responsável pela comunicação do Sporting, segue-se a penhora de parte do ordenado do futebolista que atua no AC Milan.

"O Sporting, perante aquilo que é um direito seu, está a agir com a justiça para garantir que será ressarcido. Sabemos que [Rafael Leão] já foi citado na sua morada francesa e italiana e que não se opôs à execução e às penhoras,” disse o porta-voz dos leões, num programa da Sporting TV, explicando em seguida que a parte do ordenado que irá ser penhorada servirá para continuará a fazer os “pagamentos”.

Miguel Braga deixou garantias de que o clube irá aonde for preciso para fazer valer a decisão do TAD, ou seja, para que o Sporting seja indemnizado em 16,5 milhões de euros, depois de o jovem formado em Alcochete ter rescindido o contrato de forma unilateral em 2018. “É o caminho normal para um processo destes,” diz Miguel Braga.

Os juros acumulados aumentam substancialmente o valor em causa, que já vai nos 18 milhões de euros. E apesar de a defesa de Rafael Leão ter interposto um pedido de anulação, este não tem efeitos suspensivos.

De acordo com o jornal “Record”, trabalhando no caso a todo o gás, o clube de Alvalade pretende ainda penhorar eventuais prémios futuros do jogador devido às presenças na seleção nacional.