Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Sporting

Rúben Amorim: "Somos capazes de vencer o Benfica, o FC Porto, o Sp. Braga. Mas também podemos perder com o Portimonense e com o Boavista”

Na conferência de imprensa de antevisão a jogo com o Sp. Braga, Rúben Amorim desvalorizou ainda não ter ganho aos três primeiros da liga de 2019/20 e diz não se sentir perseguido, após a instauração de um processo disciplinar pela FPF

Tribuna Expresso

José Lorvão/Sporting

Partilhar

Jogo difícil

“Espero um jogo complicadíssimo, como são todos. O Sp. Braga tem um excelente plantel, um bom treinador, é um clube habituado a estes jogos, jogadores com uma grande ligação entre eles. Mas nós estamos preparados. Somos uma equipa que sabe jogar com os momentos do jogo. Aqui e ali temos alguma inexperiência mas já nos adaptamos bem e os resultados assim o dizem”

Momento menos positivo da equipa

“As equipas também nos estudam e nós temos dias mais inspirados que outros. O nosso empate em Famalicão, para mim - não é a opinião de todos, até dentro da equipa técnica - foi o nosso melhor jogo e foi o jogo em que perdemos dois pontos. Não se pode olhar só para o resultado: em Guimarães houve momento em que não controlámos tão bem como por exemplo com com o Farense. O que tivemos se calhar foi mais espaço. O importante é termos ganho. Contra o Mafra rodámos equipa toda e não podemos fazer uma avaliação desse jogo, ou então até podemos fazer uma avaliação muito boa, porque colocámos jogadores sem experiência de 1.ª liga que tiveram um excelente comportamento. Temos de ver jogo a jogo. Há certos jogos em que não temos sensações boas e eles tornam-se complicados, como o último, com um relvado que não ajudou nada. Este jogo vai ser completamente diferente e eu espero sempre um grande jogo da minha equipa. A equipa vai estar bem, unida, vai trabalhar no máximo, isso é a obrigação e é inegociável. Agora a qualidade futebolística depende da inspiração de todos”

Processo disciplinar

“Não me sinto perseguido. Tenho mais visibilidade porque estou no Sporting, sou um treinador sem o nível para ser treinador principal e isso causa mais problemas à nossa equipa técnica. Às vezes custa-me a entender mas há que enfrentar tudo e o Sporting também me ajuda nessa parte. Há que aceitar”

Reencontro com o Sp. Braga

“Vou reencontrar pessoas que me marcaram, uma cidade que adorei como jogador e como treinador. Foi o clube que me deu a oportunidade e serei sempre grato ao Sp. Braga. Mas não mais que isso. Os treinadores vão dizer sempre o mesmo: é especial quando ganhamos e é esse o nosso objetivo. Quanto às baixas por covid-19 nós não somos a melhor equipa para falar disso, nunca nos queixámos. Fomos a equipa mais prejudicada no início, tivemos de parar de treinar, fomos para o Algarve, saímos das nossas casas, tivemos quatro jogos sem vários jogadores infetados, fomos eliminados da Liga Europa e nunca tivemos aqui ninguém a dizer que fomos eliminados por causa disso. Por isso não vou dizer que o Sp. Braga está mais frágil por causa disso. Tem um grande plantel, não está mais fraco, como se viu no último jogo, em que ganhou 4-1”

2020 de Amorim

“Foi um ano muito diferente, não esperava este trajeto. Tive sorte, competência, muita gente de qualidade ao meu lado, mas isto pode mudar de um momento para o outro. A minha contratação como ponto de viragem para o Sporting? Se tivéssemos a aqui a falar no momento em que perdemos o 3.º lugar a dois minutos do fim e a ida à Europa, certamente que ninguém diria que foi um ponto de viragem, mas sim um falhanço. O futebol é momento. Se calhar há quem pense que foi importante para o Sporting, mas vamos ver amanhã”

Feddal

“O Feddal está convocado e penso que está em condições”

Sporting sem a carga europeia

“O Sp. Braga tem mais jogos que o Sporting, isso é um facto. Não há muito a dizer sobre isso. O que interessa é vencer o próximo jogo. Ainda não vencemos os três primeiros classificados, mas também nenhum dos três primeiros nos venceu, podemos ver sempre as coisas das duas maneiras. Não entra no jogo isso. O jogo com o Sp. Braga vale os mesmos pontos que o com o B SAD. E nós somos capazes de vencer qualquer equipa. Somos capazes de vencer o Benfica, o FC Porto, o Sp. Braga. Mas também podemos perder com o Portimonense e com o Boavista”

Momento menos bom de Pote e Nuno Santos

“Vou um bocado pela minha experiência como jogador: às vezes estamos em maus momentos e de repente temos um jogo espectacular, outras vezes estamos bem e bloqueamos. O Pedro Gonçalves tem estado bem, fez um início de época que não é normal em nenhum jogador. Ele meteu a fasquia tão alta que agora vai ter de encontrar o seu normal. O Nuno Santos tem feito um trabalho incrível pela equipa, no último jogo ficou de fora porque também temos outros jogadores como o Tabata que apareceram bem, que lutam todos os dias por um lugar. Tento não encontrar grandes razões para jogos menos conseguidos, olho mais para a equipa. A inspiração de cada um é algo que não controlamos”