Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Sporting

Rúben Amorim: "O Palhinha não jogar de início não foi pelo amarelo. Ele precisava de descansar"

Na primeira flash interview a que lhe foi permitido comparecer enquanto treinador principal, Rúben Amorim disse que o Sporting podia ter resolvido o jogo com o Boavista ainda durante a primeira parte, garantindo, também, que João Palhinha começou no banco porque vinha "de dois jogos completamente desgastado"

Tribuna Expresso

FERNANDO VELUDO/LUSA

Partilhar

O primeiro golo

"A mandar no jogo jogo tivemos sempre, o que não tivemos foi muitas oportunidades, faltou-nos sempre o último passe até esse momento. A partir do golo o Boavista também teve de sair um pouco, pressionou-nos mais e aí conseguimos definir melhor. Aparecemos mais à frente da baliza, mas não tivemos a mesma eficácia.

Podíamos ter resolvido o jogo na primeira parte, não aconteceu, mas fizemos um excelente jogo de pois de uma final em que o estado do relvado estava difícil. Há que dar os parabéns à equipa."

Boavista começou no 3-4-3

"Não estávamos à espera, até porque sabíamos da dificuldade em termos de centrais do Boavista, mas adaptámo-nos não digo com facilidade, mas com naturalidade, porque treinamos uns contra os outros e temos essa bagagem, estamos habituados a jogar contra vários sistemas.

Quando houve o encaixe nós temos mais tempo de treino nesse aspeto e até nos ajudou. Demorámos a criar dificuldade porque o Boavista não nos pressionava e aí temos de ter mais imaginação e qualidade, surgiu o golo e a partir daí ficou tudo mais fácil."

"Senti que precisávamos de ter mais bola, se a tivéssemos o jogo ficava mais controlado, o Dani [Bragança] é muito forte nisso e depois fomos tirando. No fundo, acabámos com quatro médios, quisemos guardar a bola, acabámos por fazer o segundo golo e o jogo ficou mais tranquilo."

O amarelo a João Palhinha

"Não vou querer comentar isso. O Palhinha não jogou de início não foi pelo amarelo, porque este era o jogo mais importante, já vinha de dois jogos completamente desgastado, ele corre muito, é muito intenso, depois do Nacional não parámos e depois foi o esforço que foi nos terrenos que foram. Os outros estavam mais frescos, ele precisava de descansar, quando foi chamado correspondeu."

Vai ser líder no dérbi e depois do dérbi

"Se fosse ao contrário, a ideia seria o mesma, que é vencer o jogo. É o que vamos fazer: preparar bem o jogo e na segunda-feira estaremos preparados para o dérbi."