Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Sporting

Neto falha Marítimo-Sporting. E Palhinha... logo se vê

Depois de ser amarelado no dérbi, pela quinta vez na Liga, Luís Neto terá de cumprir castigo no próximo jogo. Já Palhinha, cuja suspensão ficou temporariamente suspensa, ainda não sabe se poderá ser utilizado na Madeira

tribuna expresso e lusa

JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Partilhar

O defesa Luís Neto foi punido com um jogo de suspensão, após ter recebido na segunda-feira o quinto cartão amarelo na I Liga, no dérbi Sporting-Benfica (1-0), informou hoje o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol.

O internacional português, totalista na defesa do líder da prova no encontro frente ao rival lisboeta, é um dos oito futebolistas ‘amarelados’ pela quinta vez em equipas da I Liga, cujos castigos referentes à 16.ª jornada foram hoje divulgados pelo órgão disciplinar federativo.

O jogador falhará já na sexta-feira a visita do Sporting ao reduto do Marítimo, 10.º classificado, em jogo agendado para as 19:00, no Funchal.

Ainda na última ronda, do jogo entre Portimonense e Boavista (0-1) resultaram quatro castigos, com Maurício António e Willian Rocha a desfalcarem os algarvios, e Chidozie e Paulinho os ‘axadrezados’.

Na 17.ª e última jornada da primeira volta, o Portimonense visita, na quinta-feira, o Sporting de Braga, que não contará com o castigado Fransérgio (cinco amarelos), e o Boavista recebe, na sexta-feira, o Gil Vicente.

O Tondela também vai a jogo sem dois jogadores, os defesas Bebeto e Enzo Martínez, que viram o quinto amarelo e são baixas para a visita na sexta-feira ao Paços de Ferreira (21:00), num dos jogos que encerra a 17.ª jornada.

Uma incógnita chamada Palhinha

Depois do Tribunal Central Administrativo do Sul ter aceitado a providência cautelar apresentada pelo Sporting, relativa à suspensão de João Palhinha, o jogador esteve presente no dérbi, mas o castigo por ter acumulado o quinto amarelo na Liga poderá ser cumprido na mesma.

Como indicou o Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) na segunda-feira à noite, “a decisão do Tribunal refere-se a uma providência cautelar, não dirigida à validade da decisão do CD, mas apenas à sua eficácia, que fica momentaneamente suspensa. Esta decisão judicial ‘intermédia’ em nada obsta a uma decisão futura e definitiva cujo conteúdo se desconhece, não tendo havido ainda, sequer, audição da entidade requerida, a FPF”, lê-se no comunicado do órgão federativo.

O médio ‘leonino’ foi admoestado na visita ao Boavista, para a 16.ª jornada, tendo sido sancionado com um jogo de castigo, por completar uma série de cinco cartões amarelos.

“No caso, o Tribunal nem sequer se pronunciou (nem o requerente o terá suscitado) sobre se o CD devia ou não ter anulado a suspensão automática do jogador João Palhinha resultante do quinto cartão amarelo exibido pelo árbitro. Tratando-se de questão estritamente desportiva, a competência para a sua apreciação caberia apenas ao Conselho de Justiça da FPF”, acrescenta, pelo que o jogador poderá mesmo ter de cumprir o castigo na próxima jornada, mas ainda terá de aguardar a decisão final.