Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Sporting

Sporting tantas jornadas sem perder? Só há 39 anos

É preciso recuar até à época 1981/82 para encontrar um leão sem derrotas à jornada 21, um Sporting que acabaria por se sagrar campeão nacional

Lusa

Octavio Passos/Getty

Partilhar

O Sporting igualou no sábado o seu recorde de invencibilidade a abrir uma época da I Liga portuguesa de futebol, estabelecido em 1981/82, ao empatar 0-0 no terreno do FC Porto, em encontro da 21.ª jornada.

Há 39 anos, sob o comando do inglês Malcolm Allison, os ‘leões’, que tinham um ataque constituído por Manuel Fernandes, António Oliveira e Rui Jordão, chegaram invictos ao final da 21.ª ronda, registo que os comandados de Rúben Amorim replicaram.

Nas primeiras 21 jornadas do campeonato nacional de futebol da primeira divisão de 1981/82, o Sporting somou 15 vitórias e seis empates, com 47 golos marcados e 16 sofridos.

Os ‘leões’ cederam quatro empates caseiros, com Belenenses (2-2, à primeira jornada), Boavista (3-3, à sétima), Vitória de Guimarães (2-2, à 11.ª) e Sporting de Espinho (1-1, à 21.ª), e dois fora, com Benfica (1-1, à oitava) e Rio Ave (0-0, à 14.ª).

Quase quatro décadas volvidas, o Sporting está ainda melhor, pois apenas cedeu quatro igualdades, duas em casa, frente a FC Porto (2-2, à quarta ronda) e Rio Ave (1-1, à 14.ª), e outras tantas como visitante, perante o Famalicão (2-2, à nona) e hoje no terreno dos campeões nacionais (0-0, na 21.ª).

O 'nulo' no clássico, naquele que foi também o primeiro encontro que ficou em 'branco', permitiu aos 'leões' manterem os 10 pontos de vantagem sobre os 'dragões'.

Em 1981/82, o Sporting perdeu na visita ao FC Porto, por 2-0, num encontro da última jornada do campeonato, no Estádio das Antas, no Porto, ao qual chegou já como campeão.

Na primeira volta do atual campeonato, 'leões' e 'dragões' também se equilibraram, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, onde o Sporting marcou primeiro, por Nuno Santos, permitiu a reviravolta (Uribe e Corona), e ‘salvou-se’ perto do fim, com um tento de Vietto.

Os comandados de Rúben Amorim podem bater o seu recorde de invencibilidade na receção ao Santa Clara, na sexta-feira, em jogo da 22.ª jornada.

Em 1981/82, o ‘onze’ de Malcolm Allison ‘caiu’ precisamente à 22.ª ronda, ao perder por 2-1 no Estádio do Bessa, em 20 de março de 1982: Coelho ‘bisou’ para os ‘axadrezados’, aos 12 e 42 minutos, com Lito a marcar para os ‘leões’, aos 34.

Após esse desaire, o Sporting ainda ficou com mais cinco pontos – as vitórias só valiam dois - do que o Benfica, que bateria em casa na jornada seguinte por 3-1, com um ‘hat-trick’ de Jordão (18, 65 e 78 minutos), os dois primeiros de penálti.

Depois, os ‘leões’ não venceram nas três rondas seguintes – 0-2 em Portimão, 2-2 com a União de Leiria e 0-0 em Guimarães -, mas recompuseram-se: ganharam 3-0 ao Amora e 'selaram' o cetro à 28.ª e penúltima ronda, com um novo 3-0, no Estoril.

Dois golos de Manuel Fernandes e um de Jordão confirmaram o 16.º título nacional dos ‘leões’, que, depois disso, só arrebataram mais dois campeonatos, em 1999/2000 e 2001/02.

Agora, 19 anos depois, o Sporting, de Rúben Amorim, superou o segundo melhor registo da história do clube a abrir um campeonato, obtido por Jorge Jesus, em 2017/18: 15 vitórias e cinco empates nas primeiras 20 rondas.