Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Sporting

Rúben Amorim: "Temos um campeonato cheio de artistas. Vai ser divertido até final"

A conferência de imprensa de Rúben Amorim, expulso no final do jogo, foi bem-disposta, irónica e com alguns recados subliminares

Tribuna Expresso

Partilhar

A expulsão
"Não vou falar sobre arbitragem. Podíamos ter ganho o jogo. Temos um bom campeonato, cheio de artistas, coisas boas para falar, já sabíamos disso. Não vi as imagens. A minha expulsão foi o fiscal de linha que me expulsou. Não concordo com a expulsão. Agora é pensar no Farense".

Campeonato a fugir?
"Pensamos jogo a jogo, não pensamos no campeonato. Estamos muito confiante. Jogamos bem com o Moreirense, merecíamos ter ganho. Hoje foi mais do mesmo, o Famalicão teve dois remates. Agora é o farense. não vai ser fácil para ninguém, para o Sporting nem para os outros adversários."

Falhar é imaturidade?
"Tem a ver com eficácia, técnica, não é só imaturidade. Mas o futebol é mesmo assim: às vezes fazemos só um remate e dá golo. Na semana passada, por dois centímetros não marcámos um golo. O jogo pode mudar, um campeonato pode mudar assim. Mas estamos bem e confiantes".

O que aí vem
"Não tenho medo de nada, a equipa está preparada. estamos preparados para tudo, não vai ser fácil bater o Sporting. Há que seguir. Igualámos a melhor série da história do Sporting com uma equipa de juniores"

A troca Pedro Gonçalves - João Mário
"O Pedro Gonçalves é médio centro. para certos jogos, podemos mudar, dois médios, três médios. Pensámos que ele seria mais útil ali, não faz tantos golos, mas diverte-se mais a jogar. O Palhinha foi condicionado e com o cartão amarelo não vale a pena arriscar, porque ele é muito agressivo. O jogo do palhinha acabou na primeira-parte e nós tivemos de meter o Dani Bragança, muito forte com a bola."

Os adversários
"Temos de olhar para nós, para as formas como treinamos. Somos muito fortes nisso e vamos continuar a ganhar jogos como ganhámos. Vamos pagar pelo sucesso que temos, que ninguém pensava que iria ter, sabemos o ponto onde começámos".

As oportunidades
"Não criamos tantas oportunidades, porque as outras equipas se fecham atrás. Agora, mais uma vez, somos superiores à maioria dos adversários que apanhamos. Hoje não fomos eficazes. Isto é o futebol."