Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Sporting

Rúben Amorim suspenso por 15 dias: vai falhar três jogos do Sporting no campeonato

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol castigou o treinador do Sporting com 15 dias de suspensão devido ao cartão vermelho que viu já depois de o último encontro, contra o Famalicão, ter acabado. Rúben Amorim terá ainda de pagar uma multa de 6.375 euros. Miguel Cardoso, técnico do Rio Ave, cumprirá oito dias de suspensão

Diogo Pombo

José Lorvão/Sporting CP

Partilhar

O Sporting-Famalicão acabou (1-1), Rúben Amorim entrou em campo, dirigiu palavras ao árbitro, foi expulso e, agora, ficou a saber-se que ficará suspenso durante 15 dias e terá de pagar uma multa de 6.375 euros.

O castigo, determinado pela secção profissional do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol e esta terça-feira divulgado, relata ainda que o treinador do Sporting é punido devido a lesão da honra e da reputação e denúncia caluniosa para com a equipa de arbitragem.

O árbitro principal era Rui Costa, a quem, lê-se no mapa de castigos da federação, Rúben Amorim terá proferido as seguintes palavras: "Vai para o c…, vai-te f…, conseguiste o que querias". O treinador do Sporting nega tê-lo feito. Contudo, o Conselho de Disciplina defende "que não se vislumbra indiciado qualquer abalo à credibilidade probatória reforçada de que gozam aqueles relatórios oficiais, pelo que se confirma a factualidade neles descrita".

Rúben Amorim não se poderá sentar no banco de suplentes do Sporting nos jogos contra o Farense (16 de abril), o Belenenses SAD (20 de abril) e o Sporting de Braga (25 de abril).

Miguel Cardoso suspenso oito dias

Quanto a João Palhinha, que viu um cartão amarelo logo nos primeiros minutos da partida frente ao Famalicão, apenas foi multado pelo Conselho de Disciplina em 102 euros. Existia a dúvida sobre se o médio do Sporting poderia cumprir castigo - foi o sexto cartão amarelo visto na Liga NOS, mas nunca chegou a cumprir o jogo de suspensão relativo ao quinto cartão.

A situação, que deu polémica, era conhecida: Sporting recorreu, Tribunal Central Administrativo do Sul, primeiro, e o Tribunal Arbitral do Desporto, depois, deram razão ao clube.

O Conselho de Disciplina da FPF também aplicou uma suspensão de oito dias a Miguel Cardoso, treinador do Rio Ave que, após o último golo da sua equipa contra o Boavista (3-3), nos descontos, dirigiu um gesto ofensivo em direção ao banco de suplentes do adversário, além de uma multa de 2.805 euros.