Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Sporting

Rúben Amorim: "Superliga? Um grupo restrito de clubes que quer crescer mais do que os outros, ficar com tudo. É um reflexo da sociedade"

Na antevisão ao encontro de quarta-feira com a BSAD, Rúben Amorim disse estar contra a criação da Superliga Europeia e acredita que os envolvidos "vão voltar atrás". Sobre o jogo, o técnico do Sporting diz que a sua equipa "está mais preparada" depois das dificuldades sentidas na 1.ª volta, no Jamor

Tribuna Expresso

Jose Lorvao/Getty

Partilhar

BSAD e comparação com 1.ª volta

“No Jamor foi um dia em que a meu ver o BSAD esteve melhor, eu na altura disse que o Petit tinha preparado melhor o jogo até para as condições da altura. Mas agora estamos mais preparados, somos mais equipa. Preparamo-nos para uma equipa que joga com o mesmo sistema que nós, com uma ou outra nuance, mas até parecida na forma de jogar. Queremos aumentar a intensidade em relação a esse jogo. Precisamos de ganhar e de continuar a crescer. Queremos jogar bem e ganhar”

Superliga Europeia

“O Sporting já respondeu e toda a gente no futebol já disse o que se deve dizer: não faz muito sentido. Mas é o caminho que a nossa sociedade está a levar: um grupo restrito de clubes que quer crescer mais do que os outros, quer ficar com tudo para eles. É um reflexo da sociedade. Espero que não vá para a frente. Não é um dado adquirido e penso que as pessoas vão voltar atrás. É tudo relacionado com dinheiro e se voltarem atrás acho que chegarão a acordo”

Final mais difícil

“Fica mais difícil porque estamos no fim do campeonato e todas as equipas precisam de pontos para atingir os nossos objetivos. Nós somos candidatos a ganhar o próximo jogo, não nos preocupamos com os jogos que vêm a seguir. Mas obviamente que está mais difícil, jogámos contra o Farense e foi muito difícil, jogaram muito bem. O Moreirense também o fez, o Famalicão também. São equipas com qualidade e esperamos as mesmas dificuldades. Mas jogamos em casa e penso que vamos ganhar”

Paulinho e dinâmica ofensiva

“Já tivemos fases em que acho que tínhamos menos oportunidades. Agora estamos a ter mais, mas não estamos a conseguir marcar. [No último jogo] a primeira oportunidade do Paulinho ele amortece com a cabeça para o João Mário e eu acho que fez bem. Na segunda podia ter rematado. Mas eu vejo o Paulinho com confiança, é um jogador maduro. É óbvia a confiança que os colegas têm nele. Vai crescer juntamente com a equipa”

Campeonato a dois?

“Não vou cair nisso. Depois de dois empates seguidos em que muita coisa mudou. Podemos estar aqui a falar de um cenário em que as equipas que perderam na última semana ganham e as que ganharam perdem e muda tudo. O único objetivo é ganhar ao BSAD”

Poucos golos marcados

“São fases do campeonato. Criamos mais oportunidades agora mas não conseguimos fazer o segundo golo e sofremos no fim. Dá essa ideia que temos muita dificuldade. Temos dificuldades porque as equipas são boas, os treinadores são bons, começa a apertar o campeonato. Temos falhado muitos golos. O Adan fez uma grande exibição e vocês não falam do Beto e se bem o conheço ele deve estar muito chateado porque ele salvou mais golos que o Adan. Não se falou muito nisso. Vamos tentar fazer mais golos amanhã. Mas se for 1-0 lá terá de ser, o objetivo é ganhar”

Pressão nos jovens

“Durante a semana é um grupo que desliga bem, até pela sua idade e imaturidade a nível de campeonatos. É uma equipa que vive o dia a dia. Nos jogos com dois empates é normal que haja aqui algum sinal de ansiedade. Pormenores que outros jogadores com mais experiência neste momentos levariam com outra naturalidade. Faz parte do crescimento e ainda bem que estão a passar por isso. Daqui a dois, três anos estarão melhor. Mas temos vencido e temos sido melhores. Durante a semana vejo a equipa muito alegre”